Thu 22.06.2017 | 19:34
 
 
 

BREVE DESCRIÇÃO:
Vivemos tempos em que a vertigem pela diferenciação e a urgência pelo pioneirismo nos tira o foco do essencial: fazer coisas boas e com bom gosto.

Compomos, tocamos, gravamos e produzimos diariamente, no quarto, na sala, na marquise ou na casa de banho. É fabuloso. Mas, no final, as coisas são como sempre foram e como sempre serão: boas ou más. Aliás, há hoje mais coisas boas e mais coisas más. Não tem mal nenhum desde que assumamos que o processo de garimpagem é mais demorado e a peneira mais fina.

É importante começar por explicar que Yumiko Ueno é uma menina japonesa “self made woman” multi-instrumentista e que fez tudo sozinha: letras, composição, arranjos, voz e guitarra. Depois de ouvir “Roar” fica claro que sempre tratou bem seus pavilhões auditivos. Terá sido esmerada a sua educação.
Este primeiro EP não traz nada de novo. É de uma franqueza terrível. Não procura nem se esconde de ninguém. É por isso que, sem complexos, imediatamente o localizamos na geografia shoegazer.

“Roar” tresanda a Ride (pelo nervo) – é que a menina é rockeira – mas torna-se inevitável o acenar aos Slowdive, muito por culpa da voz e de alguns dedilhados mais delicados que se repescam por entre a torrente mais brava de guitarras. Ainda assim, esta locomotiva é mais Ride do que outra coisa qualquer: balanço rockeiro, muralha de guitarras mais sincopada do que densa e delicada.
Depois, inevitavelmente e como costuma sempre acontecer nestes casos, há My Bloody Valentine a fertilizar e a fechar todas as pontas, lá de cima do altar, dando vida a tudo o que parece morto.

Sendo certo que “Roar” também visita alguma dream pop (aliás, o que não é sonho no imaginário nipónico?) imediatamente nos lembramos dos “desaparecidos” Asobi Seksu, da senhora Yuki Chikudate.

Em resumo, é minha sugestão que se deixem mesmo tropeçar neste primeiro folego de vida e, já agora, que não o percam de vista. Afinal de contas, não é todos os dias que alguém percorre tantos quilómetros para nos agradar.
Olhem , olhem! “Now, Looking for who can play drums and who can play bass”.

Se não fosse tão longe, nem pensava duas vezes.
João Sardo


DESIGN: yukiko ueno




 

EDIÇÃO : Mi259
ARTISTA : yumiko ueno
TÍTULO : roar
TIPO : EP
TEMPO : 18'53"
GÉNERO : Shoegaze


LISTAS DAS FAIXAS:

01. Shumatsu no tegami

  [ DOWNLOAD ]

02. Hakuraku

  [ DOWNLOAD ]

03. Joryu sake

  [ DOWNLOAD ]

04. Arishi hi

  [ DOWNLOAD ]


>> Todas as faixas   [ DOWNLOAD ]


>> Capa  

[ frente + verso ]




>>
Esta edição é licenciada sob a
Creative Commons License.
 


 
   
 
   
 
 
  MiMi Records
2003-2017 @ COPYRIGHT. Todos os direitos reservados.