Loading...
AnimeArtigos

Cleopatra D.C.

Ao falarmos em Animes Clássicos, estamos a recordar que antes das produções mais modernas, existiram sem dúvida animes que fizeram sucesso durante as décadas de 60, 70, 80 e 90 do século XX.

Muitas das novas gerações provavelmente nunca ouviram falar, mas obviamente que marcaram uma determinada época, fazendo as delícias do público de então, o caso por exemplo de “Speed Racer ou マッハGoGoGo”, tratando-se de um manga adaptado a anime por Tatsuo Yoshida, durante os anos 60, sobre automobilismo; “Karimero ou Calimero”, foi adaptado a anime com base na versão italiana, e apesar de ser também da década de 60, foi exibido durante os anos 70; “Little Women ou Ai no Wakakusa Monogatari (愛の若草物語)”, traduzido para “As Mulherzinhas”, é um anime que data dos anos 80 e que foi produzido com base na obra original da autoria de Louisa May Alcott, intitulada “Little Women”; “Zorro ou Kaiketsu Zorro (怪傑ゾロ)” é uma série de animação dos anos 90, realizada por Katsumi Minoguchi, embora já tivesse existido um projeto anterior sobre esta personagem, levado a cabo pelo grande Hayao Miyazaki, durante os anos 80, e embora não tenha ido avante, o Studio Ghibli teve uma importante cooperação neste trabalho, entre tantos outros animes que vale a pena dar uma vista de olhos.

No entanto, hoje trazemos à memória de alguns e para dar conhecimento a outros, de uma produção intitulada “Kureopatora D.C. (クレオパトラD.C.)” ou na versão inglesa, “Cleopatra D.C.”, que data de 1986.

Consiste num manga produzido por Kaoru Shintani, ente 1986 e 1991, composto por oito volumes que contam a história de uma multinacional fictícia instalada nos Estados Unidos da América, que é liderada pela bonita e carismática Cleopatra Corns.

Publicado pela Scholar Publishing e divulgado pela revista Comic Burger, o manga viu a sua adaptação a versão animada a partir de 28 de Abril de 1989, até 24 de Maio de 1991. A direção ficou a cargo de Naoyuki Yoshinaga, o estúdio responsável foi J. C. Staff e a AnimeWorks ficou responsável pela licença.

Contando ao todo com apenas três episódios animados, com uma duração de aproximadamente 37 minutos cada um, podemos ver as aventuras e desventuras de Cleopatra (ou Cleo, como é assim chamada por aqueles que lhe são mais próximos), e seus companheiros no combate do mal, em que além da comédia, a amizade e interajuda têm um importante papel na resolução dos problemas que por vezes se avizinham.

De espírito descontraído, Cleo tem um bom coração e não consegue ver ninguém sofrer, o que faz com que acabe por se meter em problemas, para tentar ajudar quem mais precisa. Desde enfrentar adversários perigosos e gananciosos, (o caso do Coronel Karts), que pretendem controlar o mundo, criando para tal autómatos de aparência humana com poderes especiais, a ataques e bombardeios por parte de outras empresas poderosas que vão fazer de tudo para atingir os seus objetivos e se for preciso, prejudicar a multinacional Corns, um dos mais prestigiados e importantes conglomerados a nível financeiro existente na América.

Cleo vai enfrentar sem dúvida situações inesperadas, mas para tal, vai contar com o apoio de Swen e Nacky, entre outras personagens que irão surgir ao longo dos três capítulos e que vale a pena ver, para se ter uma melhor percepção das narrativas contadas.

Para quem é fã de animes de aventura, que misturam ação com momentos hilariantes, drama, mistério, e sobretudo gosta dos clássicos da animação nipónica, então este sem dúvida deve fazer parte da lista a não perder.

Escrito por: Mia Matos 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook