Loading...
AnimeArtigos

Os 5 piores animes vistos em 2017

Para aqueles que pensam que o site do ClubOtaku só fala de coisas boas, eis que chega mais uma prova em contrário. Desta vez decidimos eleger os 5 piores animes vistos no ano que passou (apesar de alguns deles serem bem mais antigos do que 2017). Aproveitamos também para dizer que este é o nosso top5 e é a nossa opinião, por isso se vocês adoram um anime que está na nossa lista podem continuar a adorar, pois nós aqui não estamos para convencer ninguém… ou estamos?

Assim sendo vamos aos nossos nomeados e seguimos a contagem do menos mau para o pior anime:

05. Another (アナザー)

Sinopse: Em 1972, um estudante popular da turma 3-3 da Yomiyama North Middle School chamado Misaki faleceu durante o ano letivo. Desde então, a cidade de Yomiyama foi envolvida por uma atmosfera perigosa e estranha. 26 anos depois, Kouichi Sakakibara, de 15 anos, transfere-se para a turma 3-3 de Yomiyama North e rapidamente sente um humor estranho e sombrio que parece fazer parte todos os alunos. Também ele sente-se atraído pelo misterioso estudante Mei Misaki. No entanto, o resto da turma e os professores parecem tratá-la como se ela não existisse.
Outros segue Kouichi, Mei e seus colegas de classe quando são puxados para o enigma que cercam uma série de eventos inevitáveis ​​e trágicos – mas desvendar o horror de Yomiyama pode apenas custar-lhes o preço final.

Comentários: Another de 12 episódios é um anime é cheio de problemas. O ritmo da série é extremamente maçante e chato, o clima e o ambiente não é nada por aí além. Os personagens fingem-se de burro (o protagonista então, nem se fala) e no geral os personagens estão/são mal escritos e só fazem acções questionáveis. O argumento deixa sempre tudo pela metade sem falar nos buracos que encontramos o longo dos episódios. O final de Another é no mínimo ridiculo e também salientamos as diversas tentativas falhadas de causar impacto com cenas gores (como a famosa cena do guarda-chuva). A produção não é má, a animação e banda sonora são desperdiçadas para um argumento fraco e personagens mal desenvolvidas.

04. Black ★ Rock Shooter (ブラック★ロックシューター)

Sinopse: No primeiro dia da escola secundária, Mato Kuroi passa a correr por Yomi Takanashi, uma garota tímida e recatada, mas que Mato não esconde o seu interesse por ela. Para tentar cativá-la, Mato tenta meter conversa com Yomi, para tentarem serem amigos. A tentativa inicial cai por terra, mas quando Yomi vê o pássaro azul ligado ao telefone de Mato, o gelo quebra. Aquele pássaro é do livro “Li’l Birds At Play”, um livro que Yomi adora e por isso ela pensa que é possível nascer uma forte amizade.
Num universo alternativo, as raparigas existem como seres paralelos, Mato como Black ★ Rock Shooter e Yomi como Dead Master. Não se sabe ao certo porquê, mas de alguma forma, o que acontece num mundo parece ter um efeito sobre o outro.

Comentários: Tinha tudo para ser um bom anime, depois da ótima experiência na leitura dos mangás, Black ★ Rock Shooter avizinhava-se como um potencial bom anime… mas que Horror, o anime é horrível. Uma série que mistura de uma forma estranha o estilo “slice of life” chato e parvo (e nós até gostamos deste estilo slice of life) com umas cenas de acção em CG (que nem estão más). O guião é bastante fraco e as personagens são chatas e pouco interessantes. Salva-se o tema de abertura da série que é “Black Rock Shooter” interpretada pela super banda Supercell, mas o resto…

03. The Reflection (ザ・リフレクション)

Sinopse: Após The Reflection (A Reflexão), várias pessoas pelo mundo inteiro são descobertas com super poderes. Uns decidem tornarem-se heróis e outros… claro já se sabe o reverso da medalha, serem vilões e bandidos. Mas como aconteceu esta Reflexão? Qual foi a causa? Com muitos mistérios e perguntas sem resposta, o mundo transforma-se numa sociedade ainda mais turbulenta.

Comentários: Nada aqui funciona. Argumento, animação, personagens e banda sonora nada funciona. The Refletion é um autêntico flop. Os herói são apenas plágios de heróis da Marvel e o mesmo acontece para os vilões. O ritmo da obra é cansativo e o final nem compensa. O mesmo podemos dizer da animação que é estilizada (apesar de não ser um problema) mas é dura e tonando-se pouco fluída. E uma coisa vos digo depois de ver isto o nosso respeito pelo Stan Lee baixou para níveis quase negativos!

02. Ousama Game The Animation (王様ゲーム The Animation)

Sinopse: Nobuaki Kanazawa, transferiu-se para uma escola secundária, mas tem medo de fazer novas amizades com os seus novos colegas devido aos eventos que aconteceram na sua escola antiga. Mas depois do festival desportivo da escola algo acontece. Ele e todos os seus colegas receberam um e-mail de um tal de “King”, mas ninguém levou aquela brincadeira a sério, pensando que alguém da turma estava a gozar com eles. Nobuaki, é o único que conhece o significado real disso, luta contra o jogo da “morte” que começará em breve…
As regras de O Jogo do Rei são as seguintes: Todos os alunos devem participar, depois as mensagens enviadas pelo King devem ser executadas em 24 horas. A terceira regra pune qualquer pessoa que não cumprir a tarefa e por fim não é permitido abandonar o jogo enquanto ele não terminar.

Comentários: Este é mais um daqueles animes onde a permissa é espectacular mas que depois a série e mesmo o mangá nos deixa a dizer no final… wtf!!! Ousama Game The Animation é um anime tão promissor mas no final é de bradar aos céus por ser tão mau. Os personagens são retardados e as suas acções são tão incoerentes com suas personalidades (ou a falta dela), que faz-nos lembrar e pensar se achamos os personagens de Black Clover genéricos. Então nesta série nem sabemos o que dizer. Aqui os personagens são a coisa mais genérica da face da terra e da animação. O argumento podia ser melhor estruturado e tinha tanto mas tanto para ser explorado, mas o que encontramos é uma história com mais buracos do que queijo suiço.

01. Dragon Ball GT (ドラゴンボールGT)

Sinopse: A história de Dragon Ball GT ocorre cinco anos depois de Goku ter idoa treinar o seu aprendiz Uub. Durante o estágio final do treino de Uub, o velho inimigo de Goku, o Imperador Pilaf, infiltra-se no Lookout para fazer um desejo sobre as Black Star Dragon Balls.
Fazer um desejo sobre estas poderosas bolas faz com que o planeta exploda exatamente um ano após o desejo ter sido concedido. E caso não saibam as Black Star Dragon Balls não se espalham apenas por toda a Terra, mas sim por toda a galáxia. Assim sendo, o futuro do Planeta e do mundo está nas mãos de Goku, Trunks e Pan que vão fazer o impossível para recuperar as Bolas, mas encontrarão muitos inimigos que são uma ameaça muito maior que o Imperador Pilaf na viagem pela galáxia.

Comentários: Nós sabemos, nós sabemos… mas só agora é que viram isto perguntarão vocês? Só agora e mais valia não termos visto isto completo… Que nos perdoem os amantes de DragonBall mas esta série é das piores coisas que vimos nos últimos anos. O Goku ficou idiota (como no no actual Super) e o facto de o terem voltado a colocar com idade de uma criança foi uma péssima escolha. A Pan é irritante e o Trunks um imbecil (que nem o do futuro no Super), e ainda por cima inventaram aquele maldito robô irritante chamado Guil. E nem falo dos vilões, que não têm uma ponta por onde se lhe pegue.
A produção e a animação são terríveis, as lutas não passam aquela emoção que víamos nas séries anteriores, mas conseguem “sobreviver” pela nostalgia e por algumas tiradas cómicas. Enfim, nem vale a pena falar mais…

Esta foi a nossa escolha para os piores animes vistos em 2017. De certeza que haverá muitos de vocês que não concordarão com a nossa selecção. Mas estamos cá para vos ouvir e “discutirmos” os melhores e piores.

Escrito por: Matheus Alves

One comment
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook