Loading...
ArtigosGastronomia

Daifuku

Não se sabe ao certo quando começou a ser confeccionado este doce tradicional japonês feito com mochi (bolo de arroz), anko (pasta de feijão) e recheado, na maior parte das vezes, com um morango inteiro.

Originalmente o daifuku era chamado de Habutai mochi (grande bolo de arroz barrigudo) devido à sua forma. Mais tarde, o nome foi trocado para Daifuku mochi (bolo de arroz de barriga grande). Como as pronúncias de Fuku palavra japonesa para barriga e Fuku que em japonês significa sorte são as mesmas, o nome foi depois trocado para Daifuku mochi (bolo de arroz da sorte grande), um portador da boa sorte.


Acredita-se que na Era Kansei do Período Edo (de 1789 a 1801), o daifuku começa a ser cozido na brasa “Yaki-Daifuku” (焼き大福) e vendido pelas ruas das cidades à noite em pleno frio de inverno, tornando-se assim um costume popular entre os japoneses. Mais tarde também começaram a ser usados como presentes em ocasiões cerimoniais.

O daifuku aparece de diversas formas. O mais comum é ser branco, verde-claro ou rosa-claro, recheado com anko. Eles vêm em dois tamanhos, um com aproximadamente 3 cm de diâmetro, o outro do tamanho da palma da mão. Algumas versões contêm pedaços de fruta, mistura de frutas com anko, ou pasta de melão amassado. Quase todos os daifukus são cobertos com uma fina camada de farinha de milho ou batata para mantê-los sem colar uns com os outros ou com os dedos. Alguns são cobertos com açúcar de pasteleiro ou cacau em pó. Embora o mochitsuki seja o método tradicional de fazer o mochi e o daifuku, eles também podem ser cozinhados no micro-ondas.


Actualmente, são imensas as variedades deste doce tradicional japonês encontradas por todo o Japão, desde os mais tradicionais como os: Ichigo-Daifuku (イチゴ大福), um Mochi recheado com anko de feijão azuki e um morango inteiro. Além do morango do recheio poder ser substituído por outras frutas como pêssego, kiwi, mirtilo (blueberry), existem as variações em que o anko é substituído por anko branco, creme ou “kuri” (espécie de castanha portuguesa), Mame-Daifuku (豆大福) que é recheado com uma mistura de grãos de soja e um tipo de ervilhas vermelhas, Ume-Daifuku (梅大福) que em vez de feijão azuki, o mochi é recheado com uma ameixa em conserva adocicada, ou feito com uma erva chamada “Yumogi” (蓬大福), que dá uma coloração esverdeada para o doce.

Com o passar do tempo foram sido criados novas variações deste doce tradicional como por exemplo: Tiramisu-Daifuku (ティラミス大福) recheado com creme de Tiramisu e café, Custard-Daifuku (カスタード大福) que substitui o feijão azuki por um recheio feito com creme no estilo “custard” ou ainda Nanjakora-Daifuku (なんじゃこら大福) com recheio de anko, “kuri”, morango e cream-cheese e que é produzido especificamente numa loja de doces na cidade de Miyazaki.


Como podemos ver são imensas as variedades que podemos encontrar de Daifuku (大福) por todo o Japão, quer em lojas tradicionais como em supermercados, por isso aconselhamos a viajar até ao País do Sol Nascente para experimentarem todos eles e decidirem quais os vossos preferidos.

E vocês já comeram algum destes?

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.