Conhecido também como tosa-mi, o tataki originou-se na ilha japonesa de Shikoku na região de Tosa, que agora faz parte da prefeitura de Kochi. O porto de Nagasaki está localizado na região de Tosa e foi o primeiro ponto de entrada para estrangeiros no Japão feudal. Foi aqui que a técnica de grelhar carnes e peixes foi introduzida pela primeira vez para os japoneses por exploradores europeus. Sakamoto Ryōma, um samurai revolucionário do século XIX que se rebelou contra o shogunato Tokugawa, é creditado com a criação do prato agora conhecido como tataki.

Nos tempos feudais, o bonito era o peixe preferido para o tataki por ser uma espécie grande e oleosa. Actualmente o Bonito ainda é usado para fazer pratos neste estilo, mas peixes mais “fáceis” como por exemplo o atum e o salmão têm crescido em popularidade.

O termo tataki (em japonês: たたき, literalmente “golpeado”, “despedaçado”) é usado para descrever o método de cozinhar o peixe e carne que envolve torrar ou tostar o exterior, deixando o interior mal passado. Segundo consta é a forma de assegurar um ingrediente quase no estado natural. A carne (em corte filé mignon) ou peixe é selado, grelhado muito levemente, sobre uma chapa quente ou directo na grelha, fica tostado por fora e cru por dentro.

Recomenda-se que logo depois de grelhar seja colocado na água ou vinagre gelado. Pode ser marinado no vinagre, cortado em fatias pequenas e temperado com gengibre (puro ou batido numa pasta, método que deu origem ao nome). Pode ser temperado com shoyu (molho de soja) a gosto. Tanto o tataki de carne como o de peixe é preparado da mesma forma e é servido com as mesmas guarnições e condimentos.

Para quem quiser tentar fazer este prato japonês deixamos a receita bem simples e rápida de preparar:

Ingredientes:
– 200 gr de Salmão sem pele
– 30 gr de sementes de sésamo pretas
– 30 gr de sementes de sésamo comuns
– Limão
– 1 Colher de sopa de molho de soja
– 20 ml de óleo de girassol
– 1 pitada de Pimenta do reino
– 1 pitada de sal

Modo de Preparação:
01. Para fazer o tataki de salmão, comece por reunir os ingredientes.
02. Numa frigideira em lume alto com o óleo, sele o salmão de todos os lados, ou seja, deixe dourar por fora sem cozinhar o interior.
03. Adicionar pimenta do reino e sal.
04. Misturar as sementes de sésamo num prato, e colocar o salmão selado.
05. Envolver o salmão nas sementes por todos os lados.
06. Reservar no congelador para conseguir cortar com facilidade.
07. Para o molho do tataki basta misturar o sumo de limão com o molho de soja.
08. Quando o tataki de salmão com gergelim estiver gelado, corte em medalhões.
09. Sirva com o molho anterior.

Ittadakimasu!!!

Escrito por: Fernando Ferreira