Loading...
ArtigosCultura

Chochin

Por ter vindo ontem da Festa do Japão celebrada na cidade de Lisboa e por nesta altura estar-se a comemorar um pouco por todo nosso Portugal os Santos Populares, era quase obrigatório fazer um pequeno artigo sobre as Chochin (提灯), as famosas lanternas japonesas que “nós” adaptamos para os nossos bailaricos e festas populares.

Segundo registos mais antigos estas lanternas japonesas foram criadas no Japão por volta do ano 1085 e eram utilizadas inicialmente na decoração dos santuários e templos onde tinha a função de criar ambientes maravilhosos com a luminosidade criadas por estas lanternas. E também usados em cerimónias para saudar os deuses ou as almas dos antepassados.

O seu método de fabrico tradicional ainda se mantém quase inalterável. Elas são tradicionalmente feitas com papel (washi) e cuidadosamente coladas numa moldura de bambu, de forma a que seja dobrada para que possa ser facilmente transportada e guardada para utilizações futuras. Aqui também podemos ver a enorme proeza do design japonês e arte de dobrar o papel. A iluminação é feita por uma pequena vela no seu interior.

Das famosas Chochin que podemos encontrar ao longo do país do Sol Nascente, destacamos a enorme lanterna que está pendurada no portão do Templo de Sensoji, na capital japonesa e que pesa mais de 700 kg e é feita com uma variedade rara de bambu vinda da região de Quioto.

A maior parte destas lanternas são usadas para decorar santuários e templos como referimos anteriormente. No entanto também existe uma pequena variação destas Chochin a que os japoneses dão o nome de 赤ちょうちん (leia-se akachochin), que servem para marcar as famosas izakaya, onde são servidos alimentos para acompanhar as bebidas. Como o próprio nome indica akachochin são lanternas vermelhas e que na frente tem escrito com caligrafia shuji (a caligrafia ensinada nas escolas primárias) o nome do negócio.

Por ser um acessório tão importante na cultura japonesa rapidamente se expandiu por todo o Japão e dessa forma também se perdeu um pouco da identidade tradicional,ou seja, actualmente podemos encontrar desde Chochin produzidos utilizando técnicas de fabrico mais tradicionais até ás imitações mais baratas feitas de plástico e com os motivos mais variados (padrões mais pop, imagens ukiyo-e ou simplesmente palavras) e fugindo desta forma ao estilo mais tradicional.

Actualmente estas lanternas luminosas são até é um dos “souvenirs” mais adquiridos pelas pessoas que visitam o Japão e querem trazer algo de recordação ou de presente para os seus amigos, pois mesmo sem a vela no interior, estas Chochin dão um excelente toque japonês a qualquer espaço interior ou exterior.

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook