Loading...
ArtigosCultura

Shibuya 109

Quem visita a capital japonesa é quase ponto obrigatório ir a Shibuya, um dos bairros mais famoso de Tóquio e local imortalizado recentemente no cinema no filme de Sofia Coppola “Lost in Translaton”. É neste bairro que encontramos o 109 (Ichi-maru-kyū) um edifício cheio de lojas que faz as delícias de todas as pessoas em especial as mulheres.

O edifício fica situado mesmo em frente da estação de Shibuya por isso é fácil encontrá-lo. Abriu as suas portas em Abril de 1979 e foi projectado pelo arquitecto Minoru Takeyama. A intenção de criar um edifício deste género esta tentar organizar uma “comunidade dedicada à moda”, com pequenas lojas de roupa direccionada para mulheres com menos de 30 anos. A ideia da Tokyu Malls Development (TMD), uma empresa subsidiária do Tokyu Group, a empresa que gere o 108 além de ser um ponto de encontro para as jovens mulheres era também ser concorrente e entrar em competição comercial com a Seibu Department Stores, que também estava a dar os primeiros passos na área de Shibuya.

O nome do edifício, 109, é um jogo de palavras em japonês usando os caracteres que foram o número 109: tō (que significa 10) e kyū (9) formando Tokyu. A arquitectura do imóvel foi pensado para que os consumidores neste caso as mulheres dessem imensas voltas e que voltassem ao mesmo local passando pelas várias lojas vendo assim o que as diferentes marcas tinham para lhes oferecer. Esta situação acontecia em vários pisos que o edifício tem e para aceder a eles teriam que usar elevadores os as escadas rolantes.

Também no plano inicial do 109 estava projectado construir um cinema no último andar, mas o departamento dos bombeiros da cidade de Tóquio e o Presidente da cidade não permitiram a sua construção devido às regras de evacuação não cumprirem as normas de segurança.

Originalmente este edifício tenha sido pensado para ser um lugar de “peregrinação” das mulheres japonesas de 30 anos, com o passar dos anos o local transformou-se conhecido como sendo a meca das adolescentes da sub-cultura gyaru com os seus cabelos loiros tingidos, bronzeado falso, mini-saias e maquilhagem incomum. Para quem não sabe o bairro de Shibuya é um dos locais onde se centra grande parte da moda juvenil japonesa e um local de grande inspiração para muitos criadores de moda do mundo inteiro.


Mas não fiquem tristes os homens, porque pouco tempo depois foi construído também em Shibuya o edifício 109-2, que se foca quase exclusivamente em loja de roupa masculina. Neste momento apelidado 109 expandiu e tem os seguintes edifícios: SHIBUYA109, SHIBUYA 109-2, depois em 1985 foi construído o KOHRINBO109 (Kanazawa, Ishikawa). Já no século XXI foram construídos mais dos edifícios: o 109MACHIDA em Julho de 2002 e o SHIZUOKA109 cinco anos mais tarde.

Uma primeira visita ao Shibuya 109 pode ser uma experiência avassaladora. Com o bombeamento da música por todo o edifício, com as empregadas das diferentes lojas a “gritar” a palavra “irrashaimase” e uma quantidade enorme de escadas rolantes onde passeiam centenas para não dizer milhares de pessoas, é fácil sentirmo-nos perdidos. Deixamos contudo um pequeno guia para aproveitarem ao máximo a vossa experiência no Shibuya 109:

O que mais vamos encontrar no 109 são lojas de roupa, por isso não vai ser difícil encontrar o estilo de vestuário que mais gostam ou então procurar algo mais fora da caixa para o vosso guarda-roupa. As empregadas da lojas costumam usar as roupas que estão à venda como forma de mostrar o que a loja tem à venda e como não poderia deixar de ser irradiam simpatia e sempre disponíveis para ajudar o cliente. Se o que procuram algo para calçar então o melhor é irem ao primeiro andar. Lá encontram variadíssimas marcas mundialmente famosas bem como algumas marcas onde todo o tipo de calçado é feito no país do Sol nascente.

Outra das áreas que podem encontrar no Shibuya 109 são os acessórios. Diz quem costuma frequentar o edifício que é um autêntico paraíso e um local óptimo para encontrar acessórios diferentes. Além disso também ´um bom local para encontrarem as lentes de contacto com as cores mais incríveis (atenção cosplayers!!!!). No sétimo andar é a zona dos produtos de beleza. E todos nós sabemos como são as orientais em relação aos produtos de beleza. Por isso deixamos este assunto para quem sabe…


Depois de tantas voltas pelo Shibuya 109 é tempo de terminarmos a nossa viagem e por isso nada melhor do que subir ao último andar onde está a zona de restauração. Neste andar encontramos vários franchises internacionalmente conhecidos bem como cafés “japoneses”.

Para aqueles que quiserem “visitar” o Shibuya 109 virtualmente fica aqui o site: https://www.shibuya109.jp/
Para os que já visitaram deixem-nos nos comentários as vossas aventuras neste centro comercial enorme…

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.