Loading...
ArtigosCultura

Yokai : Amabie

É engraçado como do nada ás vezes aparecem modas, tendências e outras coisas que tais. Uma dessas “modas” apareceu recentemente quando começou esta pandemia do COVID-19,. De um momento para o outro começaram a aparecer no twitter japonês imensas ilustrações de um yokai que está associado a uma colheita abundante ou a uma epidemia. Presume-se que quem começou esta “moda” foi a Orochi Do, uma loja de arte especializada em “wallscrolls” com yokais. Logo depois seguiram-se algumas artistas manga como por exemplo Chica Umino, Mari Okazaki e Toshinao Aoki.

Mas de que yokai estamos a falar? Segundo a lenda, um amabie (アマビエ), é um ser lendário com forma de sereia ou tritão japonês com três pernas, que supostamente emerge do mar. Esta criatura apareceu pela primeira vez na província de Higo (prefeitura de Kumamoto), no período Edo.

Segundo reza a história este yokai foi avistado durante vários dias à noite. Um dia uma pessoa teve a coragem de se aproximar para investigar aquela forma brilhante. Foi aqui que teve o primeiro contacto com o amabie. A primeira imagem que temos foi um desenho feito pela pessoa que avistou esta criatura. A representação deste amabie tinha cabelos compridos, uma boca semelhante a um bico de pássaro, era coberto de escamas do pescoço para baixo e tinha três patas. Ao ver o desenho a criatura dirigiu-se ao humano e identificou-se como amabie e que vivia em mar aberto. Antes de desaparecer proferiu uma profecia: “A boa colheita continuará por mais seis anos a partir do ano actual; se a doença espalhar-se, faz um desenho meu e mostra-o para todos aqueles que adoeceram e eles ficarão curados”. Depois regressou ao mar e nunca mais foi visto. Esta história foi depois impressa num kawaraban, uns panfletos impressos em xilogravura, e assim se espalhou esta história por todo o Japão.

Apesar de só existir um único registo de um amabie, ao longo do tempo foram aparecendo variantes desta criatura. Estão agora registadas pelo menos nove criaturas semelhantes ao amabiko ou amahiko (尼彦) contando o amabie. Quatro descrevem aparições na província de Higo, um relata o Amabiko Nyūdo (尼彦入道, “o monge amahiko”) na vizinha província de Hyuga. Além daqueles agrupados no sul, dois estão localizados na província de Echigo, a norte do arquipélago.

Falando um pouco sobre algumas destas estas variantes encontramos registos num documento ilustrado de 1844 em Echigo, a representação de um amabiko (アマビコ, 海彦, 尼彦, 天日子, 天彦, あま彦) parecido com um cefalópode, ou seja, uma cabeça com três longos apêndices crescendo fora dela, e quase nenhum torso. Tem cabelos curtos em todo o corpo, incluindo o rosto, orelhas de aspecto humano, olhos redondos e uma boca ligeiramente protuberante.

Outra das variantes é a versão semelhante a um macaco da província de Higo aparece numa pintura de Kōichi Yumoto uma autoridade no estudo deste yōkai. No seu texto podemos ler que durante a noite ouviam-se vozes de macacos. Yumoto insiste que esta pintura retrata um quadrúpede. No entanto, também foram encontradas imensas cópias impressas deste amabiko semelhante a um macaco de três pernas, com um texto muito semelhante. Ambos os textos identificam o avistamento da criatura semelhante a um macaco em Mana-kōri.

Temos também o Amabiko-no-mikoto (天日子尊, que podemos traduzir como o Sagrado Amabiko) e que foi visto em Yuzawa, Niigata, conforme relatado de 1875. A ilustração tosca que foi publicado no jornal da época retrata uma criatura de quatro patas parecida com uma boneca daruma. Este exemplo destaca-se dos anteriores porque não foi descoberto no mar, mas sim num campo de arroz, o que levou esta criatura a ser associada ao serviço dos deuses celestiais do Xintoísmo e receber assim um título de “divino”-mikoto”.

E para terminar a lista temos a criatura apelidada de Arie (アリエ) que apareceu também na província de Higo, de acordo com o jornal Kōfu Nichinichi Shimbun de 1876, embora este relatório tenha sido desmentido por outro jornal.

Como era de prever este yokai aparece no manga do grande mestre Shigeru Mizuki e em especial na sua série Ge Ge No Kitaro, assim como em vários episódios da série animada que passou nas televisões japonesa em 2007.

Acreditando ou não, neste folclore japonês se porventura encontrarem algum não se esqueçam de desenhá-lo e mostrar a toda a gente. E já agora qual é o vosso yokai favorito?

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.