Loading...
ArtigosManga

100 Manga Artists

Esta é uma edição revista e actualizada do livro 100 Manga Artists que pertence à colecção “Bibliotheca Universalis”, editada pela Taschen. Este livro com mais de 650 páginas dá-nos a conhecer os grandes artistas da banda desenhada japonesa, um fenómeno à escala mundial e grande cartão de visita do país do Sol Nascente.

O livro oferece-nos um diretório A-Z, com uma lista de mais de 100 mangaka (nome dado aos autores de banda desenhada japonesa). Cada entrada inclui informações biográficas e bibliográficas, descrições de personagens principais e, claro, algumas páginas interiores dos trabalhos mais relevantes bem como algumas capas dos mangás mais vendidos ou conhecidos dos autores.

A lista dos artista cobre desde os grandes mestres clássicos como Osamu Tezuka (apelidado como sendo o pai do mangá “moderno” e criador do Astro Boy), Fujiko Fujio (Doraemon), ou a dupla Kazuo Koike e Goseki Kojima (Lone Wolf and Cub)”, estes alguns dos nomes que poderíamos inserir numa primeira vaga. Depois seguiamos com Akira Toroyama (DragonBall), Naoko Takeuchi (Sailor Moon) e Katsuhiro Otomo (Akira), e na terceira vaga teríamos os recém-chegados, como Eichiro Oda (One Piece), Hajime Isayama (Attack On Titan) ou mesmo Naoki Urusawa (Monster).

O livro “100 Manga Artists” apresenta-nos uma selecção bem transversal do que é o mundo do mangá no Japão. Se por um lado temos os nomes que dispensam qualquer tipo de apresentações e que são obrigatórios em qualquer antologia ou mesmo “enciclopédia” deste géneros de publicação, por outro, também podemos dar de caras com alguns nome que fazem bastante sucesso mas que podem não ter os seus trabalhos publicados no Ocidente (Estados Unidos, França, Espanha ou mesmo Brasil).

A lista de nomes é imensa, contudo se pensarmos nos gostos pessoais de cada leitor é fácil de imaginarmos que faltariam nesta lista alguns nomes importantes. No meu caso penso que não ficariam nada mal se desta lista fizessem parte os mangaka Masashi Tanaka (Gon) e Yuichi Yokoyama (New Engineering).

A edição revisada e atualizada é apresentada em três idiomas (inglês, alemão e francês). E cada mangaka recebe quatro a cinco páginas, nas quais podemos admirar material da sua autoria.

O editor Julius Wiedemann nasceu no Brasil, onde estudou design e marketing, e viveu e trabalhou no Japão como editor de arte para media digital e revistas de design, na Alemanha e no Reino Unido. Actualmente ocupa os cargos de Editor Executivo de Design e Pop Culture, bem como o Diretor de Publicações Digitais da TASCHEN Publishing. Editou mais de 40 livros em 10 anos, é um colaborador regular de revistas e esteve no júri de vários prémios em todo o mundo.

Em suma, este é um daqueles livros que ficam bem em qualquer biblioteca em especial se fores um fãs da banda desenhada japonesa e uma edição para ser consultada sempre que for necessário pois é sempre bom ficarmos a saber um pouco mais sobre os autores que tanto gostamos.

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook