Loading...
MangaNotícias

Rumiko Takahashi vence Grand Prix em Angoulême

Depois do Japão, a França é provavelmente o país do mundo onde se vende mais mangá ou onde a cultura pop japonesa é mais forte. E a prova disso são as imensas editoras e títulos publicados em terras gaulesas.

Depois de Katsuhiro Otomo em 2015 ter vencido o Grande Prémio do Festival Internacional de Banda Desenhada de Angoulême, a edição deste ano premiou mais um japonês, neste caso a mangaka Rumiko Takahashi.

A prolífica autora japonesa a quem devemos os famosos Ranma 1/2, Urusei Yatsura ou House Ikkoku, Inu Yasha ou Rinne, foi a artistas que ganhou mais votos este ano. Com mais de quarenta anos de uma carreira deslumbrante, mais de 200 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, entrou no Eisner Hall of Fame em 2018 … Rumiko Takahashi é hoje reconhecida como uma das principais autoras da banda desenhada mundial.

Por isso é mais um dia de felicidade para todos aqueles que gostam de banda desenhada japonesa e em especial para todos aqueles que gostam do trabalho desta fantástica mangaká que já nos deu tantas horas de divertimento com as suas suas obras de culto.

Omedetou Rumiko Takahashi !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook