Loading...
ArtigosManga

Sōin Gyokusai Seyo!

Há várias obras sobre o papel do Japão na segunda guerra mundial, mas poucas se baseiam no dia a dia dos soldados japoneses durante um dos momentos mais horripilantes da história mundial.

Tendo o país nipónico deixado um rasto de destruição por toda a Ásia que deixou marcas até aos dias de hoje, Sōin Gyokusai Seyo! (総員玉砕せよ!) opta por focar-se no papel de alguns soldados japoneses durante os últimos dias da segunda guerra mundial e não tanto no papel do país no seu todo durante a guerra.

Baseado na experiência pessoal de Shigeru Mizuki (que fez parte do destacamento em que a história se baseia e perdeu um braço no conflito), Sōin Gyokusai Seyo! acompanha o último destacamento de uma unidade da infantaria japonesa que estava responsável por um território na atual Papua Nova Guiné.

Normalmente as obras sobre a guerra focam-se em momentos fulcrais desta, mostrando alguns dos momentos mais horripilantes ou heroicos destes horríveis acontecimentos, mas Shigeru Mizuki optou por uma outra perspectiva, focando-se num evento mais particular, que também tem o seu nível que baste de horripilante.

Shigeru Mizuki não apresenta os soldados japoneses como heróis nem como vilões, apenas como humanos. Humanos completamente perdidos numa situação que não conseguem bem perceber. A maior parte deles revelam-se incompetentes quando confrontados com este cenário, sendo apenas simples assalariados que foram chamados para defender a pátria sem perceberem bem as intenções destas.

Grande parte da obra foca-se na vida quotidiana dos soldados, longe da acção da batalha. As condições abjetas em que se encontravam, as longas filas para irem às prostituas, a fome que passavam e a esperança de voltarem a casa são tudo temas que são abordados e que mostram uma outra faceta da guerra que não é abordada frequentemente em obras de ficção. Os dias que se parecem arrastar e as reflexões que os soldados têm sobre a guerra durante os largos períodos de tempo livre que têm são também alvo de análise ao longo da obra. O clímax chega quando estes são enviados numa missão suicida, sem perceberem bem porquê, mas a qual é quase impossível de escapar pois caso desertassem o seu destino seria o mesmo.

Um dos pontos que o autor quis destacar é a forma como os oficiais japoneses de topo não tinham qualquer consideração pelos seus soldados, sacrificando-os sem qualquer problema de forma a defenderem uma ideologia de honra quando a vitória no conflito armado já não era possível. Shigeru Mizuki não se conteve ao mostrar a grande responsabilidade que estes tiveram na guerra e como quase não havia escapatória possível às decisões que tomavam.

Sōin Gyokusai Seyo!, embora tenha algum humor à mistura, mostra uma história horrível. cheia de desespero e violência. Ao escrever esta história, Shigeru Mizuki mostrou o quanto se sentiu perdido ao fazer parte deste conflito e como nunca chegou a perceber as razões pelas quais foi obrigado a ir. É uma obra que nos leva a refletir sobre as consequências que a guerra tem nos seres humanos e como tantas vidas poderiam ter sido poupadas caso o bom senso tivesse prevalecido.

Sōin Gyokusai Seyo! foi editado em língua portuguesa pela Devir, fazendo parte da sua colecção Tsuru. É uma obra muito recomendável.

Escrito por: Nuno Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.