Loading...
ArtigosManga

Tabako-ya no Musume

Sendo eu um leitor de banda desenhada japonesa há bastantes anos, podem pensar que dificilmente me surpreendo a ler um mangá. Mas fiquem a saber que não é verdade e a prova disso é este Tabako-ya no Musume (たばこ屋の娘), um tesouro escondido da banda desenhada japonesa da autoria do “desconhecido” autor Masahiko Matsumoto e que no ano passado viu a luz do dia numa edição da Gallo Nero (editora espanhola), mas que já tinha sido lançado nos Estados Unidos pela TopShelf e não tinha tido conhecimento.

Ao lado de nomes como Yoshihiro Tatsumi ou Yoshiharu Tsuge, Masahiko Matsumoto fez parte também da criação do movimento gekiga, nome dado ao estilo de banda desenhada mais alternativa (e que podemos comparar ao termo de novela gráfica) que apareceu nos anos cinquenta e que alguns historiadores da nona arte dizem que estavam muito mais à frente que a escola underground norte-americana.

A acção desta compilação de histórias originalmente lançadas em várias revistas japonesas entre os anos 1972 e 1974 centrada na capital japonesa, onde o autor eleva o mangá à categoria de uma análise social da época refletindo a situação anímica dos vários personagens que vão aparecendo ao longo da história.

Além disso, esteticamente Matsumoto usa a caricatura para unificar os seus personagens e potenciar ainda mais a narrativa, utiliza bastante as vinhetas sem texto, que permite ao leitor ler através dos gestos ou expressões faciais destas mulheres e homens; assim como os desenhos cheios de sentimentos e onomatopeias permitindo que facilmente se crie uma certa empatia dos personagens com os leitores de qualquer idade.

O mangá traz-nos onze relatos sobre a sociedade japonesa em especial sobre os habitantes de Tóquio, numa época onde o peso da tradição chocava com as ideias modernas, e que, infelizmente, alguns ainda continuam a escandalizar como o aborto, a facilidade de uma mulher tornar-se ainda mais independente do homem, etc,etc.

Das histórias que podemos encontrar em “Tabako-ya no Musume” destacamos a história que dá título ao mangá que narra a paixão de Rentaro pela jovem mulher que vende cigarros no beco, mas que a sua mãe quer que ele case com Kiyo; o relato do novio de Nakiko Tsurumaki que está desempregado e, embora viva num apartamento arrendado a uma velha que não permite animais de estimação, hospedou um cachorro perdido chamado Paz; entre outras…

“Tabako-ya no Musume” é um mangá vintage numa época em que a banda desenhada japonesa ainda estava à procura do seu caminho e as correntes correntes alternativas para adultos começaram a florescer, por isso este mangá pode não ser o indicado para as pessoas que gostam de ler coisas mais recentes e com uma estética mais actual. No entanto dizemos que os desenhos de Matsumoto são interessantes e atraentes, de um humor japonês e universal e que ao mesmo tempo aborda todos esses tabus e medos da sociedade nipónica da altura através de um desenho simples e cómico, e que de certeza irá agradar àqueles que tem um gosto mais eclético ou que pretendem conhecer outros tipos de mangá.

Escrito por: Fernando Ferreira

5 comments
    1. t3tsuo

      For me it is a pleasure to comment such a interesting and imoportant manga and mangaka. I wish these kind of manga was released in Portugal ^_^
      So I have to always looking for other countries releaeses 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook