Loading...
MangaNotícias

Vencedores do 64º Shogakukan Manga

Foram hoje (segunda-feira 21 de Janeiro) anunciados os vencedores do 64º Shogakukan Manga Awards, um dos prémios mais importantes da Banda Desenhada no país do Sol Nascente. Os vencedores de cada categoria iram para casa com uma estatueta de bronze e um prémio de 1 milhão de ienes (aproximadamente 8.000 euros).

1. Melhor Manga Infantil
12-Sai, da autoria de Nao Maita
Mangá publicado na revista Ciao (Shogakukan) e a história começa com Hanabi, uma menina do sexto ano que não é nem adulta nem infantil. O mangá retrata preocupações inocentes de uma menina de 12 anos e primeiro amor.
A autora lançou o mangá em Ciao em 2012, e Shogakukan publicou o 15º volume em 1º de Agosto. O mangá inspirou dois OVA (Original Video Animation): um em 2014 e no ano seguinte outro. Em 2016 surgiu a série de televisão com uma segunda temporada no mesmo ano.

2. Melhor Manga Shonen
Dr. Stone, da autoria de Riichirou Inagaki e Boichi
Começou a ser publicado na revista Weekly Shonen Jump (Shueisha) e começa a história depois do fatídico dia em que toda a humanidade foi petrificada por um flash ofuscante de luz. Depois de vários milêénios, o jovem Taiju desperta e vê-se perdido num mundo de estátuas. No entanto, ele não está sozinho! O seu amigo Senku tem um grande plano em mente – para dar início à civilização com o poder da ciência!
Ambos os autores deste mangá tem outros títulos lançados: Boichi (Sun-Ken Rock) e Inagaki (autor de Eyeshield 21). Dr. Stone foi lançado em 2017. A série está inspirando uma adaptação de anime de televisão que vai estrear em Julho de 2019.

3. Melhor Mangá Shoujo
Suteki na Kareshi, da autoria de Kazune Kawahara
Serializado na revista shoujo Bessatsu Margaret (Shueisha), a história vai mostrar-nos o dia a dia de Nonoka que tem um desejo romântico: assistir a contagem para o Ano Novo com seu namorado. Ela depara-se com um grande problema, é Dezembro e ainda não conheceu ninguém, apesar de ter feito a sua grande estreia na nova escola. O que é Nonoka tem que fazer para que não fique sozinha na passagem de ano?

04. Melhor Manga Geral
Hibiki: Shōsetsuka ni Naru Hōhō, da autoria de Mitsuharu Yanamoto
Serializado em Big Comic Superior (Shogakukan), a história do mangá começa quando um romance manuscrito é enviado para um concurso de jovens autores, mas não cumpre as regras por esse motivo é deitado fora. No entanto, Hanai um editor decide ir buscar o romance por acreditar que poderá ser uma obra revolucionária. Mas a história complica-se quando ele descobre que o romance não tem endereço de contacto, tem apenas um nome que é Hibiki Akui.

05. Melhor Manga Geral
Kenko de Bunkateki na Saitei Gendo no Seikatsu, da autoria de Haruko Kashiwagi
Começou a ser serializada na revista Weekly Big Comic Spirits (Shogakukan), o mangá segue Emir Yoshitsune, que é contratado como funcionário do governo logo após a formatura. É contratada para o escritório de assistência social. Como trabalhadora, ela trabalha para proteger e ajudar os cidadãos, mas para isso ela tem que conhecer a realidade daqueles que vivem na pobreza.

O comité de jurados deste ano fazem parte: Kumiko Asou, Mitsuyo Kakuta, Eiji Kazama, Genki Kawamura, Kazuhiko Shimamoto, Bourbon Kobayashi, Fujihiko Hosono e ainda mais sete jurados. Este prémio da Shogakukan já existe desde 1956. No ano passado os vencedores foram: PriPri Chi-chan!!, The Promised Neverland, Omoi, Omoware, Furi, Furare, Kūbo Ibuki, e After the Rain.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook