Loading...
ArtigosMúsica

Shonen Knife

Foi apenas durante a onda alternativa do início dos anos 90 que o veterano trio japonês Shonen Knife fez grandes amizades com a elite de alt-rock ocidental (Sonic Youth, Nirvana e Redd Kross, entre outros) e construiu um sólido culto mundial.

Composto por 3 jovens da cidade de Osaka, as Shonen Knife eram as irmãs Yamano, Naoko (voz, guitarra) e Atsuko (bateria) e a amiga Michie Nakatani (voz, baixo). Começam a dar música em Dezembro de 1981, numa altura em que as três trabalhavam como OL (do inglês Office Lady, nome dado às empregadas de escritório no Japão).

Fizeram o seu primeiro concerto em Março do ano seguinte e pouco tempo depois começam a lançar álbuns no Japão, incluindo a versão exclusiva em formato cassete de 1982 Minna Tanoshiku (tradução em português: Toda a gente contente?), Burning Farm em 1983, Yama No Attchan no ano seguinte 1984 e Pretty Little Baka Guy em 1986 (o último dos quais foi reeditado com faixas extra quatro anos depois, sob o título Pretty Little Baka Guy/Live no Japão). Embora os seus discos estivessem disponíveis nos EUA via importação, as Shonen Knife conseguiram penetrar no mercado underground quando uma faixa da banda apareceu na compilação do Sub Pop 100 em 1986. O sucesso da banda crescia a olhos visto até que em 1989, foram convidadas uma série de bandas alternativas para escolherem os seus temas preferidos das Shonen Knife e gravarem uma para um álbum tributo intitulado Every Band Has a Shonen Knife Who Loves Them.

Um ano mais tarde (1990) chega finalmente o primeiro lançamento da banda a ser editado fora do Japão. Este foi uma compilação homónima que continha os álbuns Burning Farm e Yama No Attchan, bem como três faixas que estavam apenas disponíveis na compilação obscura japonesa da Aura Music. Pouco tempo depois, o grupo começou a visitar regularmente os Estados Unidos, chegando a fazer algumas datas com a banda Nirvana, antes do sucesso desenfreado de Cobain e do álbum Nevermind. É durante esta altura que o trio assina o seu primeiro contrato de gravação nos EUA com a major Capitol, e que resulta no lançamento de um dos melhores álbuns da da banda, o Let’s Knife.

Um ano depois, o grupo muda-se para outra grande editora, a Virgin, é aqui que lançam o tema “Tomato Head” juntamente com um videoclip que se tornaria bastante popular no canal de música MTV chegando mesmo a ser “banda sonora” para um spot da série animada Beavis & Butthead.

Em 1994, o trio participa no festival de rock alternativo Lollapalooza e contribuiu com uma capa de “Top of the World” para o álbum de homenagem dos Carpenters If I Were a Carpenter, enquanto a Virgin lançou uma colecção de “rare tracks” com 18 temas e Birds & B-Sides, em 1996. Apesar do crescimento de fãs nos EUA, as Shonen Knife nunca obtiveram o sucesso esperado por muitos, e o resultado até à altura ser um sucesso “controlado” mas que muitas editoras independentes desejavam e por isso novos lançamentos foram feitos: Brand New de 1997 Knife, Happy Hour em 1998, e o lançamento japonês de 2000, Strawberry Sound.

A vocalista Naoko Yamano foi a único membro original durante o meio do final dos anos 2000, mas mesmo após mais de 20 anos e dificuldades em manter uma formação consistente, a banda não mostrou sinais querer terminar. Em 2005, a Oglio reeditou os quatro primeiros álbuns da banda, e a banda lançou Genki Shock no Japão. No final desse ano, Nishiura foi morta num acidente de viação em Nova Jersey enquanto fazia uma tourneé com os DMBQ. Ambos tocaram num concerto de homenagem a Nishiura que se realizou em Quioto na primavera de 2006, pouco tempo antes do lançamento nos EUA de Genki Shock.

A banda continuou com a baterista Etsuko Nakanishi e a baixista Ritsuko Taneda, lançando um álbum ao vivo e outro Super Group, em 2009. Poucos meses depois de completar o Free Time de 2010, a baterista Nakanishi separa-se da banda, para ser substituída por Emi Morimoto. Depois de celebrar o seu 30º aniversário com um concerto em Nova York, a formação Yamano/Taneda/Morimoto lançou Pop Tune em 2012 e Overdrive em 2014.

Há dois anos atrás (2015) a banda sofreu mais alterações. Em Março, a baterista fundadora Atsuko junta-se à banda no baixo, para um concerto ennquanto Ritsuko estava ausente de licença de maternidade. No entanto, Ritsuko não regressou à banda e Atsuko continuou com a banda. Meses depois, Morimoto anuncia a sua partida do trio e é substituída por Risa Kawano (Brinky). Ainda no mesmo ano, em Abril de 2016, o ano de seu aniversário de 35 anos, as irmãs Kawano e Yamano lançam o 19º álbum de estúdio Aventura inspirado no rock dos anos 70, e que teve como destaque o single “Jump into the New World”.

Em 2016, lançam a compilação Ready! Set!! Go!!!, uma compilação especial lançada durante a tournée pela Austrália. Actualmente as Shonen Knife ( http://www.shonenknife.net/ ) continuam a dar concertos por esse mundo fora e já está agendada uma tourneé por terras de sua majestade entre os meses de Março e Abril de 2018.

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook