Loading...
ArtigosMúsica

Urbangarde

Caracterizados por uma mistura enorme de influências musicais (electrónica, pop, rock e outros estilos que nem sabemos em que gaveta colocar), os Urbangarde (アーバンギャルド) são uma banda sediada na capital japonesa desde 2002 e iniciaram a sua viagem artística com a seguinte formação: Hamasaki Yoko, Yokotan (voz), Matsunaga Temma, Tenma (voz), Zeze Shin, Shinsama (guitarra), o baterista Kagiyama Kyoichi, mais conhecido como Kyouchan e finalmente o teclista Yachimura Kei, também conhecido como Yashi.

O colectivo foi criado pelo compositor, poeta e homem do teatro Matsunaga Temma depois de conhecer Hamasaki Yoko, que já andava nas lides musicais há algum tempo e que tinha no seu reportório algumas canções francesas antigas com grande influência na Nouvelle Vague e no cantor Serge Gainsboug.

Depois de ver um dos seus espectáculos, Matsunaga Temma reconhecendo o seu talento decidiu convidá-la para ser a vocalista da banda. Só cinco anos mais tarde é que os Urbangarde começaram a crescer significativamente em popularidade, depois de terem passado as diversas etapas de um concurso musical organizado pela Yahoo! Japan alcançando o top 5 em mais de 3000 bandas.

Depois de terem lançado os três primeiros álbuns em editoras independentes, em 2011 a Universal Music Japan e lançam alguns singles como foram o caso de “Skirt Kakumei” e “Tokimeki ni Shisu”. O álbum “Mental Hells” que editaram e lançaram a seguir foi o primeiro da sua própria editora.

É a partir deste altura que começam a apresentar os seus trabalhos em concertos com mais de mil pessoas. Esta visibilidade dá-lhes vontade de gravarem mais um disco e em 2012 lançam “Geiger Counter Culture” que alcançou a décima posição na tabela da Oricon e fica entre os 25 primeiros na tabela semanal. Este disco teve um grande impacto pois os Urbangarde decidiram fazer deste disco uma mensagem directa e reflexiva sobre a era pós-Fukushima.

O sucesso já estava ganho entre os críticos musicais e os fãs por isso era inevitável que a banda também começasse a invadir os programas de televisão. Durante várias temporadas os Urbangarde participaram no programa de NOLIFE TV e que eventualmente os levaram a apresentarem-se ao vivo no Toulouse Game Show em Dezembro de 2012. Desde então, a banda tem uma base de fãs cada vez maior não só no Japão como em França onde ganhou uma enorme comunidade de fãs. Depois do concerto em Touluse os Urbangarde também estiveram no mega festival de anime de Paris, a Japan Expo, em 2013.

Nesta fase os Urbangarde estavam mesmo em alta e por isso acharam por bem lançar a sua maior colectânea de hits “Koi to Kakumei to URBANGARDE”, apresentando também a sua nova obra “Tokai no Alice”. O novo álbum dos Urbangarde, “Utsukushii Kuni”, é lançado em Junho de 2014 com o título “Utsukushii Kuni” (Beautiful Country) e é com ele que mais uma vez decidem ser polémicos. Na o título deste disco é um jogo de palavras que foi retirado do livro e de um discurso do primeiro ministro Shinzo Abe durante o seu primeiro mandato. Os Urbangarde usaram intencionalmente o kanji chinês errado 鬱 (utsu = depressão) em vez de 美しい (utsukushii = bonito). Para ajudar à festa o disco apresenta obras de arte de Makoto Aida, um pintor japonês contemporâneo conhecido pelos seus provocantes trabalhos de mangá, pintura, vídeo, fotografia e escultura.

E o uso das artes visuais para nas músicas ou ideias dos Urbangarde não vieram com este trabalho “Utsukushii Kuni”, mas sim é a base de toda a estética da banda. Desde o princípio do grupo tomaram como parte dos seus actos, a performance, o happening e a moda lolita. Tenma é responsável pela maior parte dos aspectos artísticos da banda, ele escreve as letras, trata do design geral da imagem da banda e ainda produz os vídeos que habitualmente incluem imagens perturbadoras, como sangue, armas, representações de suicídio e uma boneca Kewpie gigante que também está presente nos concertos da banda.

Por isso, não é a toa que os Urbangarde escolheram este nome para o seu projecto. O nome mistura duas palavras, a primeira URBAN de “urbano” e a segunda talvez influenciado pelas canções de Hamasaki Yoko vem da expressão francesa “avant-garde”.

Os Urbangarde continuam de pedra e cal. E para confirmar isso, no primeiro dia do ano de 2020, lançaram o álbum intitulado Tokyopop. Por isso se ainda não conhecem este projecto artistico multidisciplinar, deixamos aqui o site oficial (https://www.urbangarde.net/) da banda para ficarem a conhecê-los.

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.