Loading...
NotíciasSociedade

Político Ichita Yamamoto usa anime para justificar comportamento de serial killer

A ideia de que o anime (assim como outros medium) são a fonte de atos violentos não é velha, contudo, esta começa a deixar de ser aceite não apenas pelos estudos que negam qualquer relação direta entre os dois mas também pelo crescente número de individuos que mergulha no mundo destes produtos sem entrar no mundo da violência e do crime. É por isso que Ichita Yamamoto levantou uma onda de polémica ao afirmar que os atos levados a cabo por Takahiro Shiraishi foram consequência dos seus hábitos de entretenimento.

ichita yamamoto

Shiraishi ficou recentemente conhecido quando foi descoberto que o jovem de 27 anos tinha morto nove pessoas – vivendo com os corpos desmembrados em sua casa em Zama, Kanagawa. Todos sabemos que a existência de crimes violentos é pouco comum no Japão, muito menos um caso de um serial killer, e o mesmo se passou com os japoneses, levando o caso a ser alvo de escrutinio.

Foi neste contexto que Ichita Yamamoto, membro da Casa dos Conselhos, afirmou no programa da Fuji Tv, “Shin Hodo 2001” que o anime e um videojogo estaria na base do horrível crime:

“De um modo simples, penso que ele [Shiraishi] fez isto porque estava a jogar um videojogo. Ele não foi capaz de diferenciar o mundo da realidade do mundo da ficção. Recentemente têm havido anime com histórias bizarras e grotescas semelhantes ao que ele fez. Sinto que ele foi muito influenciado por eles.”

Para piorar a situação, e contrariamente ao que aconteceu em casos de serial killers no passado, nunca foi mencioado pela polícia que Shiraishi tinha como passatempo ver anime ou jogar videojogos. A única relação com este tipo de entretenimento vem de uma vizinha que afirmou “penso que provavelmente ele gostava de ver anime e coisas do género” – ou seja, ela nunca o viu fazer nada disso, foi uma opinião vaga provavelmente proveniente da aparência e carácter talvez reservado do assassino.

Entretanto, e devido à comunidade apontar o político como irresponsável, Yamamoto lançou um comunicado onde pede desculpa pelas suas palavras:

“Assim que o disse pensei: ‘que comentário mais inapropriado. Será interpretado como eu dizendo que o criminoso foi influenciado e que os homicídios foram causados por um anime específico. Mas não existe nenhuma ligação concreta entre as mortes e o anime’. Aos envolvidos na produção de anime, assim como aos fãs, gostaria de dizer que o meu comentário foi incrivelmente rude e completamente inapropriado para o líder do Comité do Partido Liberal Democrata. Considero-me um fã de manga e anime e arrependo-me profundamente das minhas palavras descuidadas. Tudo o que posso dizer é que foi um erro tremendo. A todos os envolvidos, e que adoram anime, peço imensa desculpa. Prometo nunca mais fazer este tipo de comentários.”

Qual a tua opinião? Concordas que o anime pode ter uma influencia negativa na vida das pessoas ou que independentemente do anime (ou dos videojogos), pessoas violentas vão cometer crimes? O que pensas sobre a opinião de Yamamoto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook