Em pleno século XXI estas notícias já não deveriam ser notícias.
O Japão tornou-se o primeiro país no mundo a nomear um político transgénero, de acordo com a notícia do jornal Independent. Tomoya Hosoda de 25 anos foi eleito conselheiro na cidade de Iruma (Saitama), na região de Kanto, após ganhar 21 de um total de 22 votos nas eleições.

Depois desta vitória Hosoda disse que iria trabalhar não só pelos direitos LGBT, mas também pelos direitos dos deficientes e dos idosos, e construir um sistema que abrace a diversidade e ajude as minorias. “Até há pouco tempo, as pessoas agiam como se as minorias sexuais não existissem. Temos muitos obstáculos para enfrentar, mas espero atender as expectativas das pessoas”, disse Hosoda ao Stonetall, uma organização que dá suporte à população LGBT no Japão.

Hosoda é a segunda pessoa transgénera eleita na área da política no Japão após Kamikawa Aya, uma mulher transgénero que foi nomeada funcionária municipal em Tóquio no ano de 2003.

Ele participou de vários eventos LGBT e fez parte da campanha Out in Japan, uma iniciativa para destacar a presença de homossexuais e transgéneros no país. Hosoda elogiou o apoio de seus pais, amigos e parentes e disse que queria encorajar aqueles que tinham medo de se assumir e abrir o debate sobre a população LGBT no Japão.