Loading...
ArtigosCulturaSociedade

Shironuri, a moda das faces pintadas de branco

O estilo de moda shironuri (白塗り) que era pouco visto nas ruas de Tóquio, mas com adeptos na região de Kansai, começou a revelar-se mais vezes desde o final do ano passado, e este início de Primavera tem sido particularmente rico na divulgação deste estilo, até então, pouco usual nas ruas de Harajuku em Tóquio, centro da street fashion e moda alternativa de todo o Japão.

Shironuri quer dizer – pintado de branco – e é o nome atribuído à tradicional maquilhagem japonesa usada pelas gueixas e pelos actores de teatro kabuki (歌舞伎). Tal como outros estilos de rua japoneses, o shironuri kei (白塗り系) ou shironuri fashion, como é designado, inspirou-se na cultura tradicional japonesa e adaptou-a de modo a que o significado original deste tipo de maquilhagem se alterasse.

1

A face pintada de branco dos seguidores do estilo shironuri remete à tendência kawaii grotesque que tem marcado presença nos últimos anos na moda “kawaii”. Ao estilo “kawaii” – querido/fofo, tão demonstrativo da cultura e moda do Japão contemporâneo, foram introduzidos elementos de carácter grotesco, como é o caso de acessórios que parecem ossos, manchas no vestuário que parecem sangue e outros elementos que fazem alguns parecer verdadeiros “monstrinhos queridos”, e outros até provocam medo.

Pintar a cara de branco intensifica a ideia de algo não humano levando a que coordenados mais para o grotesco ou para o gótico tomem uma dimensão mais dramática e em “looks” mais “kawaii” e divertidos, um ar de seres como elfos ou fadas.

Ao contrário de outros estilos japoneses que possuem muitas regras, o shironuri apenas é definido pela maquilhagem que cobre toda a face de branco. No entanto, o uso de pestanas postiças muito compridas e expressivas e de lentes de contacto que fazem parecer os olhos maiores e muito brilhantes, tendências marcantes nos últimos anos no Japão, são pontos comuns em quem representa o estilo shironuri.

2

É também comum dentro do estilo vermos o cabelo colorido e com penteados elaborados, assim como o uso dos mais variados elementos decorativos no cabelo. Devido à influência da cultura tradicional neste estilo, também existem muitos coordenados que incorporam acessórios ou elementos do vestuário da cultura tradicional japonesa. Existem ainda seguidores de outros estilos como o lolita, o cyber ou o visual-kei, por exemplo, que passaram a usar maquilhagem shironuri com os seus coordenados.

A artista Minori tem sido a mais famosa e grande divulgadora do estilo shironuri e é frequente aparecer em programas de televisão e em sessões fotográficas ou entrevistas para revistas e para sites na internet desde o final do ano passado. Os coordenados (nome que se dá ao conjunto completo de roupas, sapatos, acessórios) que apresenta são sempre ligados à Natureza que é como se sente melhor.

3

Para Minori, o shironuri deve ser usado de modo a reflectir o estilo e a personalidade individual, existindo por isso roupas e acessórios executados pelos próprios seguidores deste estilo e adaptação de outras peças de vestuário, muitas vezes “vintage” ou em segunda mão. É por isto, que vemos grande diversidade no shironuri-kei que ainda tem muito para revelar e que pode ainda evoluir, adaptar-se e fundir-se a outros estilos, visto ser uma forma de vestir tão livre.

Escrito por: Filipa Claro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook