Apesar de nos anos 60 já existirem no Japão grupos de jovens a cantar, a que mais tarde viríamos a chamar de “girls band”, é só nos anos 70 que surge o conceito de idol e se começam a formar os primeiros clubes de fãs.

Estes grupos de fãs tinham o nome de Idol Okkake e basicamente as actividades que tinham era irem aos programas de televisão, aos concertos e às apresentações públicas para apoiar as suas cantoras preferidas usando para isso gritos e aplausos coordenados consoante a canção. Esta “fandom” teve o nome de Ouendan que significa literalmente “equipa de apoio”, e que também podiamos assistir nas actividades desportivas.

1

O Ouendan é praticado por ambos os sexos, embora haja algumas particularidades na indumentária destes fãs. As mulheres normalmente usam as famosas saias curtas plissadas e com “ponpons” nas mãos, enquanto os homens, aparecem vestidos com o uniforme escolar Gakuran e com uma fita na cabeça. Executam movimentos rígidos sincronizados com os braços e as pernas, e geralmente não pronunciam qualquer som ou grito.

Este esquema de apoio tornou-se popularizado em várias séries de anime. Assim podemos dizer que o Ouendan nos concertos dos artistas japoneses caracteriza-se por ser a forma que o público intervém apoiando o seu artista favorito, na maioria dos casos com gritos em forma de coro (“Ouen”, daí o nome de Ouendan) e com movimentos de braços ou mesmo saltos.

Actualmente os idolos Okkake têm outra designação, os Wota. Estes são um tipo de otaku da música idol feminina japonesa. O termo tornou-se popular em 2005 quando no famoso fórum 2ch começou a aparecer este termo Wota como adaptação do termo otaku com o qual se identificavam os fãs de anime e manga – mas eliminando o “ku” e utilizando o caracter katakana (wo) em lugar do tradicional “o” para adquirir uma identidade própria e diferenciar-se dos outros tipos de fãs.

2

Os Wota como os seus antecessores, os Idol Okkake, caracterizam-se por apoiar os seus artistas favoritos nos programas de televisão, nos concertos e apresentações públicas e para isso fazem-no com coreografias coordenadas, gritos de apoio e outras manifestações de simpatia. A tudo isto, foi dado o nome de Wotagei e tornou-se popularizado primeiramente entre os fãs das Hello!Project (uma das “girls bands” mais famosas de todos os tempo).

Wotagei, surge de uma mistura de duas palavras: ota (otaku) e gei (arte) e assim nasce a “arte do otaku”. Mas para ainda serem mais diferenciados a comunidade decidiu separar os diferentes tipos de Wota consoante as suas bandas preferidas. Assim podemos encontrar os Haro-Wota (fãs do colectivo de projectos pertencentes à Hello!Project), Mo-Wota (fãs das Morning Musume), AKB-Wota (os seguidores das AKB48), entre muitas outras…

3

O Wotagei pela sua estrutura é bastante limitativa, pois apenas se centra na música idol japonesa interpretada por jovens, por isso, torna-se impossível adaptar ou aplicá-lo a outros géneros musicais como o j-rock ou o visual kei, ou até mesmo a alguma da música pop japonesa.

A razão para este fenómeno é a peculiaridade do movimento Idol no Japão, onde a base de fãs adquire matizes muito especiais e que se pode ver no grande sentimento de simpatia e afectividade dos fãs para com os seus idolos.

Artigo por: Fernando Ferreira