Loading...
AnimeArtigos

A.I.C.O Encarnation

A indústria do anime no Japão é tão grande que às vezes passam por nós ou vemos coisas que são totalmente desconhecidas ou desvalorizadas entre a comunidade, mesmo não sendo um excelente anime e carecendo de alguns elementos, este anime é recomendado.

Estreou em 2018 no canal de streaming NETFLIX e foi produzida pelo estúdio Bones um dos mais conceituados na actualidade. Este anime apareceu no em que a plataforma digital decidiu tornar-se um dos pesos pesados ​​na distribuição de séries anime. Na mesma altura foram transmitidas séries como como Devilman: Crybaby e B: The Beginning e talvez por esse motivo A.I.C.O Encarnation teve uma passagem inglória.

Este anime conta a história de Aiko Tachibana, uma jovem de 15 anos que perde a família num acidente rodoviário. Devido ao que aconteceu e por também ela ter sofrido mazelas ela vai morar num hospital-escola onde vai fazer recuperação para ter novamente a capacidade de andar. Um dia, conhece Yuuya Kanzaki, um rapaz conta-lhe a verdade sobre a morte de seus pais e irmão, e muda a sua vida ao revelar a verdadeira natureza de seu corpo.

O argumento e toda a história de A.I.C.O Encarnation é bastante interessante em especial para os amantes da ficção científica. Aqui são falados temas como a inteligência artificial, a identidade de si mesmo ou da família e, sobretudo, a capacidade de ter sentimentos de máquinas. São ideias e conceitos que são apresentados ao longo dos episódios de forma simples. A estrutura da série funciona bem até um certo ponto, mas depois torna-se repetitivos, a ponto de cansar o espectador.

Além da estrutura ser semelhante também as cenas de luta são muito parecidos entre si, com um ou outra pequena variação e, portanto, a forma de resolvê-los é quase sempre a mesma. No entanto, há que dar também algum destaque ao maravilhoso trabalho de animação do estúdio BONES nas cenas de ação que apesar de serem bastante semelhantes, as coreografias implementadas e os ângulos de câmera são agradavelmente bem feitas e significam grande prazer para o espectador ao observar combates maravilhosamente fluidos.

Da ficha técnica fazem parte Kazuya Murata (Fullmetal Alchemist: The Sacred Star of Milos) que realizou esta série de 12 episódios com a excelente ajuda do estúdio Bones, com argumento de Yuuichi Nomura e banda sonora de Taro Iwashiro (The Prince of Tennis e Rurouni Kenshin: The Motion Picture).

Em resumo, A.I.C.O Encarnation com suas falhas e acertos consegue alcançar um resultado satisfatório. A premissa é marcante, mas não muito bem aproveitada. Esta pode ser daquelas séries que podemos ver se não tivermos mais nada para ver, mas isso é dificil acontecer, não é?

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.