Loading...
AnimeArtigos

Flag

Este anime já tinha aparecido várias vezes para ver em diferentes wishlists, mas eu sempre tinha adiado essa decisão por achar, por alguma razão inexplicável, que não ia gostar. Desta vez decidi, então, dar-lhe uma oportunidade e…. Não fiquei mesmo nada desapontada!

1

É um anime realizado de forma original e prática, com um contexto muito interessante para o qual estava preparada, talvez devido à recente leitura de Fúria de Salman Rushdie. É um anime que segue um par de fotojornalistas Japoneses que estão a fazer a reportagem das comunicações de paz entre um país asiático (imaginário) e a NATO. Essa paz é simbolizada por uma bandeira – Flag – que é roubada por um grupo de activistas revoltosos. Os jornalistas acompanham, então, a recuperação de Flag por um grupo de soldados e inteligência, armados com mechas.

A história é altamente política, mas o anime não reforça nenhuma ideia de paz, cooperação ou mesmo guerra. é um anime sobre jornalismo e o tema acaba por se tornar irrelevante. Porque o que se torna válido são as atitudes dos personagens perante as situações e a forma como eles levam avante o seu trabalho sob todas as condições. Os personagens poderiam ter mais algum tipo de desenvolvimento, mas acabam por ser satisfatórios tendo em conta as suas acções.

2

O aspecto mais curioso deste OVA (saiu na internet, pela Bandai no dia 6 de Junho de 2006) é a forma como está filmado. Todas as acções são vistas pela lente de uma câmera, seja de filmar, seja fotográfica. Assim, ficamos a conhecer muito mais para além do simples conflito que dá o mote ao anime, mas também muitas coisas sobre todos os intervenientes na recuperação de Flag, que acabam por se tornar eles próprios símbolos de uma espécie de liberdade política e religiosa. As imagens fotográficas, em si, são perfeitos exemplos de bom fotojornalismo, sendo fortes e impressionantes dentro do contexto que, apesar de imaginário, é suficientemente realista para o podermos recolocar no nosso mundo.

A banda sonora é autoria de Yoshihiro Ike (que também interpreta o tema de abertura) é interessante e original, remetendo-nos para esse país asiático pleno de mitos e crenças. Poderá ser, por vezes, um pouco repetitiva, mas parece-me que vale a pena tirá-la para a ouvir com mais atenção (é o que farei). O tema de encerramento intitulado “Lights” é da cantora pop Eri Nobuchika.

3

Da ficha téncica desta série Flag (フラッグ, leia-se Furaggu) fazem parte o Answer Studio sob a direcção do veterano realizador Ryosuke Takahashi (Cyborg 009 – 2nd serie) e Kazuo Terada com argumento de Toru Nozaki.

Assim, este anime de apenas 13 episódios revelou-se uma excelente surpresa e terá, sem qualquer dúvida, a minha recomendação.

Escrito por: Carol Louve

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.