Loading...
AnimeArtigosCinema

Kimetsu no Yaiba: Mugen Ressha-hen

Kimetsu no Yaiba, a par de Jujutsu Kaisen, é uma das minhas séries favoritas dos últimos anos. Para além de ter uma excelente animação e um sentido de humor que aprecio bastante, o universo da série ainda tem bastante por explorar, desconfiando que terei barbas muito brancas quando sair a última temporada.

Após ter ficado bastante surpreendido pela positiva com a primeira temporada, era com bastante ansiedade que esperava por este filme, especialmente após se ter tornado no maior sucesso de bilheteira de sempre do cinema japonês. Felizmente, não desiludiu.

Continuando a história que ficou em aberto no último episódio da primeira temporada, Tanjiro, Nezuko, Zenitsu e Inosuke entram a bordo de um comboio para ajudar o Hashira do Fogo, Kyōjurō Rengoku, numa missão para eliminar um demónio que tem morto bastantes pessoas.

O poder curioso deste demónio, que domina um feitiço que põe as pessoas num sono profundo, irá fazer com que os heróis tenham de o derrotar não só fisicamente, mas também dentro das suas próprias mentes.

A fórmula dos shonen normalmente é simples. Grupo de heróis junta-se e vai derrotando inimigos com algumas reviravoltas pelo meio. O que define o sucesso deste género é o carisma dos personagens, a empatia que criam com os espectadores, a imaginatividade na criação das técnicas e a qualidade das lutas. Felizmente, Kimetsu no Yaiba tem sucesso em todos esses pontos, chegando a um patamar superior neste filme.

Se na primeira temporada da série o enredo foi escalando lentamente em intensidade até chegarmos a um excelente final de temporada, já no filme temos uma mini-temporada condensada em duas horas.

A primeira parte do filme tem um ritmo um pouco lento, pois é dedicada a explorar o subconsciente de cada personagem, que tem a sua parte emotiva para uns e hilariante para outros. No entanto, a partir do início das principais cenas de batalha, o filme entra numa escalada impressionante de intensidade até chegar ao seu glorioso clímax.

Se Tanjiro é o grande protagonista da primeira temporada da série, neste filme, o recém-introduzido Kyōjurō Rengoku torna-se o foco principal, principalmente na segunda metade. O Hashira do Fogo é um dos personagens mais bem construídos desta saga. É bastante carismático, hilariante nas cenas mais cómicas e impressionante nas cenas de luta.

É quase bizarro dizer isto, mas o filme consegue transformar um personagem de que ainda pouco se conhecia num dos personagens mais icónicos, não só da série, mas de todo o universo anime e mais além.

As cenas de acção em Mugen Train são inacreditáveis, para alguém que cresceu a ver shōnen, é incrível o nível de qualidade da animação a que chegamos hoje em dia. A velocidade e a atenção ao detalhe conjugadas com uma grande imaginatividade e carga emocional, colocaram a fasquia bastante alta para as temporadas que aí vêm.

Kimetsu no Yaiba, Kimetsu no Yaiba: Mugen Ressha-hen não é só uma boa continuação da série, é um excelente filme de animação cujo sucesso é completamente justificado. Nesta altura em que a sua adaptação a uma mini-série que promete contar mais alguns pormenores desta fase da história acabou de estrear, é sempre uma boa altura para ver, ou rever, esta excelente peça de cinema.

Escrito por: Nuno Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.