Loading...
ArtigosCultura

Neo-nihonga

O neo-nihonga é um estilo artístico japonês cunhado por Tenmyouya Hisashi em 2021, que combina o estilo tradicional japonês com elementos da cultura moderna. Porém, para tentar definir este género, há que retroceder um pouco no tempo, mais precisamente para a era Meiji japonesa (1868-1912). É aqui que surge o termo nihonga (日本画), onde mais tarde o neo-nihonga se inspira.
O termo apareceu da necessidade de diferenciar as obras ocidentais das orientais da época. As obram eram normalmente feitas em papel japonês, utilizando tinta chinesa ou pigmentos.

O neo-nihonga adiciona e substitui certos elementos sem perturbar esta essência tradicional. Utilizam como base os ukiyo-e (estampa japonesa), assim como alguns traços e simbologia, mas os materiais utilizados diferem, sendo hoje em dia o meio mais comum, a pintura digital.

Tendo surgido numa época globalizada, o neo-nihonga traz também a mistura dos elementos de ambos os polos do globo, mais particularmente da cultura americana. O próprio meio de divulgação deste género também revela bastante sobre a época em que está inserido – as redes sociais são não só aquilo que partilha a cultura que inspira estas obras, como é o meio em que elas são depois partilhadas, num sistema cíclico.

Uma das filosofias por detrás deste género talvez seja paradoxalmente aquilo que também acaba por lhe retirar algum prestígio – Basara, ou despretensioso e desafiante à autoridade, serve em contraste à filosofia wabisabi ou zen.

As temáticas são também mistas. Utilizando o exemplo abaixo – por um lado temos os elementos tradicionais tais como samurais com espadas, também o esquema de cores e traço imitando um pincel e os padrões de tecido – neste caso a estrela simbólica da infância, na zona cor-de-laranja da fig.3) e até a expressão facial, e por outro lado com roupas, fontes, e elementos referentes à cultura musical moderna, ou a obras de arte modernas em relação à época do nihonga.

Para melhor compreensão deste termo seria também vantajoso conhecer a definição de arte contemporânea japonesa. Esta é bastante desafiante de rotular, já que é por um lado muito abrangente em termos conceptuais e de materiais, e por outro é também influenciada pela perspetiva pela qual é vista – ocidental ou oriental.

O nihonga foi, como já dito anteriormente, descrito precisamente como estilo “oriental”. Para compreendermos esta percepção melhor, temos o exemplo do anime – sendo este um meio e não um género, para nós ocidentais é fácil encapsular tudo o que a isso se refira numa “bolha” só, e isto não acontece no Japão devido à imensa exposição que têm a este meio, sendo mais geral e portanto não muito descritivo ou diferenciador.

Alguns artistas mais conhecidos de arte contemporânea japonesa incluem Takashi Murakami, Yayoi Kusama, Tomoko Konoike, Junko Mizuno, Tomoko Sawada, entre outros.

O neo-nihonga é ainda um conceito recente, e é fascinante observar as maneiras como a arte evolui. Quanto à sua longevidade ou popularidade ainda é cedo para avaliar, no entanto já sem duvida mereceu o seu lugar na história da arte do Japão e do mundo.

Escrito por: Ana Rosado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.