Loading...
JogosNotícias

Caligula Effect 2 chega ao Ocidente no Outono de 2021

A distribuidora NIS America anunciou que Caligula2, a sequência do RPG de 2017 da empresa Historia, chegará a regiões da América e Europa ainda em 2021 sobre o título The Caligula Effect 2. Tal como seu antecessor, o jogo contará com texto em inglês acompanhando a dobragem original japonesa. O jogo mergulha numa aventura de distorção da realidade da persona do escritor de cenários Tadashi Satomi e do director Takuya Yamanaka!

A história mostra-nos um “virtuadoll” chamado Regret criou o mundo de Redo para salvar as pessoas de seus arrependimentos passados, aprisionando-as numa simulação sem que as mesmas saibam. No entanto, esse “paraíso” é abalado profundamente quando um ídolo virtual chamado χ invade a realidade virtual de Regret e restaura as memórias de um estudante do ensino médio do mundo real. Para escapar de Redo, eles formam o Go-Home Club, um grupo de resistência que luta contra Regret e seus executores, os Músicos Obbligato.

Este novo jogo trará algumas novidades e características que valem a pena mencionar como por exemplo os novos rostos do Go-Home Club, cujas memórias são despertadas pelo virtuadoll, o sistema de batalha baseado em turnos, jogadores utilizam a “Corrente Imaginária” para prever ataques de inimigos e formular estratégias. Assim, os combates ganham uma interessante camada táctica onde é possível executar poderosas técnicas para vencer desafios e subir de nível.

The Caligula Effect 2 será lançado para PlayStation 4 e Nintendo Switch no Japão em 24 de Junho e mais tarde, entre Setembro e Dezembro, para regiões no ocidente. Uma versão aprimorada do primeiro jogo, The Caligula Effect: Overdose, encontra-se disponível mundialmente para as mesmas plataformas da sequência e PC (via Steam).

Para mais informações, visita: https://nisamerica.com/caligula-effect-2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.