Loading...
ArtigosManga

Hellstar Remina

Lançado entre 2004 e 2005 na revista Big Comic Spirits, da editora Shogakukan, Hellstar Remina (地獄星レミナ, leia-se Jigokusei Remina) é um mangá de terror espacial que mais tarde foi editado num único volume composto por sete capítulos, no total, contando com Army of One, que é considerada uma história extra.

O Profesor Ooguro é um cientista reconhecido que ganhou nada mais e nada menos do que o Prémio Nobel de Física depois de descobrir um “wormhole” há trinta anos atrás. Nessa formação topológica hipotética do contínuo espaço-tempo, trouxe um novo planeta, totalmente desconhecido e que está em trajectória em direcção ao Planeta Azul, o que deixa a comunidade não só a comunidade científica alarmada como toda a população mundial. O nome deste planeta é escolhido pelo próprio cientista, que não hesita em nomeá-lo com o nome da sua única filha, Remina.

A descoberta recebe os maiores elogios e Remina, apesar de sua relutância inicial, também acaba por ficar famosa… Mas este novo planeta é estranho e tem comportamentos físicos nunca antes vistos nem estudados pelos cientistas. Ao longo do seu trajecto em direcção à terra o planeta Remina provoca o desaparecimento de estrelas e planetas por onde ele passa, por isso, o nosso planeta também correrá perigo.

A história deste mangá é mediana se compararmos com outros títulos do autor como por exemplo Uzumaki, Fragments of Horror ou uma das compilações de histórias curtas. Ao contrário dos títulos que referimos este Hellstar Remina não mostra excessivamente o delírio característico a que Junji Ito já nos tinha habituado em obras anteriores. Contudo, neste mangá conseguimos ver algumas cenas com ambientes aterrorizantes e sufocantes de forma a conseguir manter o leitor colado às páginas até ao final. É uma leitura leve, uma história curta e simples, sem muitas complicações.

O desenho de Ito continua irrepreensível e brilha principalmente nas imagens do planeta Remina, oferecendo-nos páginas detalhadas e espectaculares que impressionam e arrepiam. É aqui que podemos encontrar o paralelismo com alguns dos títulos anteriores e alguns pontos em comum com as outras obras: meninas bonitas, cenários grotescos, deformações ocasionais, torturas… sempre tudo muito estético.

Ito usa também áreas com bastante preto (como podemos ver nas imagens do planeta Remina) para dar uma maior intensidade e ambiente ao planeta Remina e dessa forma fazer uma analogia à escuridão e loucura que ele armazena. O estilo de terror de Junji Ito caracteriza-se pela progressiva degradação dos acontecimentos, que tornam-se cada vez mais descontrolados e sobrenaturais ao longo da história.

Em suma, Hellstar Remina é um mangá “menos” Ito, na medida em que não apresenta uma história tão delirante como as suas grandes obras, mesmo assim permanece uma história macabra com um final impressionante que é muito agradável para amantes de Junji Ito em particular e manga de terror em geral.

Escrito por: Fernando Ferreira

2 comments
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.