Loading...
ArtigosJogos

5 jogos MSX da Konami que devem jogar

Há já algum tempo que o retrogaming tem ganho imensos fãs e coleccionadores por esse mundo fora e o nosso país não foge à regra. Cada vez mais encontramos sites dedicado a consolas e computadores antigos, organizam-se eventos como foi recentemente o ZX Spectrum: Exposição LOAD “” em Cantanhede (perto de Coimbra – Portugal) para comemorar o 37º aniversário do computador. E é aí que chegamos, enquanto que nos anos 80 chegava a Portugal o ZX Spectrum, no Japão este computador quase passou despercebido.


No país do Sol Nascente nesta altura aparecia o MSX, um standard desenvolvido por Kazuhiko Nishi (vice-presidente da ASCII Corporation, empresa japonesa que foi representante da Microsoft no Japão até 1986), uma arquitectura que pretendia unir os vários fabricantes de hardware da época em torno de uma configuração única, daí que tenhamos computadores MSX fabricados pela Sony, Toshiba, Yamaha, Philips entre outras marcas.

Uma das grandes empresas de software que apareceu para alimentar esta “nova” máquina foi a Konami, empresa que ainda existe e é neste momento o quarto maior produtor de jogos do Japão atrás da imbatível Nintendo, seguido pela Sega Sammy Holdings e Namco Bandai Holdings.

Do catálogo da Konami saíram alguns jogos que fizeram as delicias de muitos jogadores que queriam experimental algo de novo no mundo dos videojogos, por isso deixamos aqui uma lista de 5 jogos (sem qualquer ordem de preferência) desta empresa que deviam jogar:

Yume Tairiku adobenchā (夢大陸アドベンチャー)

Conhecido na Europa como Pinguin Adventure, o nome oficial deste jogo é Yume Tairiku adobenchā (lit. Aventura no continente dos sonhos) e foi publicado em 1986. É a sequela do jogo Antarctic Adventure que tem como grande curiosidade de ter sido o primeiro jogo onde vemos o nome de Hideo Kojima (Metal Gear Solid) associado aos jogos. Na altura foi aclamado como um dos melhores jogos de acção para o MSX pela sua variedade e riqueza gráfica dos elementos pseudo-3D. A história segue o pinguin Penta que tem que encontrar a Golden Apple para curar Penguette (Penko Hime na versão japonesa). Vinte anos mais tarde, num ataque de nostálgia, a Weekly Konami Magazine lança uma série de banda desenhada digital baseada no antigo jogo com o nome de Yume Tairiku Adobenchā: Penta no daibōken Korokorokokoro no Penko-hime (夢大陸アドベンチャー -ペン太の大冒険 コロコロココロのペン子姫, lit. Aventura no Continente do Sonho: A Aventura de Penta, Coração Colosso de Penguette).
LINK PARA JOGAR: PINGUIN ADVENTURE

Ganbare Goemon! Karakuri Dōchū (がんばれゴエモン!からくり道中)

É o segundo jogo da franquia Ganbare Goemon (na versão inglesa tem o nome de Mystical Ninja). Neste jogo comandamos, Goemon o famoso personagem baseado em Ishikawa Goemon, o ladrão nobre do folclore japonês. É um jogo de acção/aventura com vista superior (semelhante ao grande clássico The Legend of Zelda), embora seja separado por níveis. Em cada nível, o Goemon deve encontrar três itens que estão escondidos em caixas, passagens secretas e outros locais e assim avançar para o nível seguinte. Depois de terminar todas as etapas, o jogo apresenta uma nova província japonesa (oito no total). Nesta versão MSX este jogo pode ser jogado no formato de turnos por dois jogadores, com o segundo jogador a ficar com o papel de um ninja chamado Nezumi Kozō. Além disso, ao contrário da versão para computadores familiares, o jogo tem mais seis províncias com níveis completamente novos depois de terminar o jogo uma vez.
LINK PARA JOGAR: GANBARE GOEMON!

The Maze of Galious: Knightmare II (魔城伝説II ガリウスの迷宮)

É a sequela do jogo Knightmare: Majou Densetsu. The Maze of Galious: Knightmare II (説迷宮伝ウウ迷宮迷宮 leia-se Majō Densetsu Tsū: Gariusu no Meikyū). No jogo controlamos Popolon ou Afrodite e temos como objectivo libertar Pampas do malvado Galious. A qualquer momento do jogo podemos alternar a escolha do personagem, pois cada um tem habilidades diferentes. Enquanto que no jogo original o cenário aparecia em “scroll” vertical, em The Maze of Galious passa a ser um jogo do estilo clássico de plataforma com vista lateral. O jogo tem vários tipos de inimigos, cada um com pontos fortes e fracos. Até chegarmos ao fim do jogo teremos que derrotar dez chefes diferentes. Depois de derrotado o chefe dará ao jogador uma chave usada para abrir novas portas para outras áreas.
LINK PARA JOGAR: THE MAZE OF GALIOUS

Metal Gear (メタルギア)


Este é sem dúvida o título que pelo menos toda a gente é capaz de conhecer pela sua longevidade. Criado em 1987 quase simultaneamente no Japão e na Europa, Metal Gear foi o jogo que tornou famoso o designer e criador de jogos Hideo Kojima. A premissa do jogo gira em torno de Solid Snake, um agente das forças especiais que tem como missão secreta destruir o Metal Gear, um tanque capaz de lançar mísseis nucleares de qualquer lugar do mundo. Em Metal Gear o jogador deve comandar o personagem por vários locais, evitando contacto visual e confronto directo com os guardas de patrulha. Se o jogador for visto, o jogo entra no modo de alerta. Nesta situação, o jogador deve se esconder para sair do modo. Devido a restrições de memória, a versão japonesa foi escrita inteiramente em katakana (com nomes de caracteres apresentados em letras romanas), enquanto a versão em inglês era totalmente escrita com maiúsculas, mas com imensos erros gramaticais e ortográficos.
LINK PARA JOGAR: METAL GEAR

Hi no Tori Hououhen (火の鳥鳳凰編)

Foi criado em 1987 para o computador MSX2 e simultaneamente para a consola Famicon (nome dado à consola no Japão) Ambos os jogos foram baseados na série e historia com o mesmo nome da autoria do pai do mangá Osamu Tezuka. O jogo é essencialmente um jogo Shot’em up mas com a orientação vertical mas com um cenário labiríntico e com elementos de enigmas/quebra-cabeças. O jogador vê o seu personagem de costas e os inimigos e obstáculos aparecem-nos na parte superior do ecrã. O objectivo do jogo é percorrermos os 6 níveis para encontrarmos o “big boss” do final, para isso o jogador tem que percorrer os vários locais na busca de chaves para ter acesso a outras partes do jogo. Esta mecânica de jogo era pouco vista na altura neste tipo de jogos de “tiro neles”.
LINK PARA JOGAR: HI NO TORI

E foram estes os jogos que achamos que devem ser conhecidos… Do que estão à espera para jogá-los…
E já agora se houver por aí pessoal do MSX digam-nos um olá!!!

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.