Loading...
ArtigosCultura

Yokai – Noppera-Bō

Quem já leu o manga Nonnonba de Shigeru Mizuki ou conhece o universo de Gegege no Kitaro do mesmo autor de certeza que já se cruzou com este yokai “inofensivo” que faz parte da enorme família da mitologia japonesa.

Estes yokai de nome Noppera-bō (のっぺらぼう), geralmente tem uma forma humana, mais especificamente a de uma mulher muito bonita. A sua característica não física mais vincada é fingir que é uma pessoa comum, chegando ao ponto de personificar um dos parentes de uma das pessoas que serão as suas vítimas. A sua táctica de ataque favorita é fazer desaparecer as suas feições, deixando um espaço em branco na pele que cobre o rosto, fazendo com que as vítimas fujam aterrorizadas. No entanto, estes ataques são completamente inofensivos.

Normalmente estes fantasmas sem rosto são geralmente atraídos por pequenos banheiros locais ou zonas onde exista águas. Ao longos dos tempos foram aparecendo histórias que contam o aparecimento destes Noppera-Bo.

Uma das histórias mais conhecida e e famosa é sobre um pescador preguiçoso que pescava nos lagos imperiais do palácio Heiankyo. A esposa do pescador disse ao seu marido para não pescar naquele lago porque era sagrado e também existia um cemitério nas redondezas, mas o homem o ignorou. Certo dia, enquanto pescava, uma mulher muito bonita aproximou-se e pediu-lhe que não continuasse a pescar naquele local, mas o homem ignorou-a. A mulher aproxima-se do pescador e enquanto olha fixamente para ele o seu rosto vai desaparecendo. O homem assustado foge a correr e nunca mais volta àquele local.

Outro dos mitos mais falado é o da mulher sem rosto de Waialae. A história acontece quando uma mulher decide sair de um espectáculo de teatro em Waialae para ir à casa de banho numa loja perto do teatro para retocar a sua maquilhagem. Quando entrou na casa de banho, encontrou outra mulher em frente do espelho, penteando os seus cabelos. Tentou iniciar uma conversa, mas naquele momento a mulher vira-se para ela, revelando-lhe que não tinha rosto. A vítima deste Noppera-bō ficou tão assustada que mais tarde foi encontrada por outras mulheres sem forças e num estado quase catatónico.

E como não há duas sem três fica mais um mito que se passou na encosta de Kii-no-kuni-zaka. No caminho para Akasaka, há a encosta da província de Kii, que de um lado é um antigo fosso muito fundo, enquanto do outro lado há uma grande parede esverdeada devido ao musgo que cresceu sobre aquela encosta. Diz-se que este local era surpreendentemente solitário à noite, a tal ponto que os habitantes preferiam viajar quilómetros em vez de seguir a rota mais curta da encosta, apenas porque diziam que um Noppera-bō andava por aqueles lados.

Embora a maioria dos contos de Noppera-bō seja anterior ao século XX, há excepções, quer no próprio Japão ou em locais em que os japoneses emigraram, como foi o caso do Havaí nos EUA.

À semelhança do que acontece com outros youkai aparecerem em anime, manga ou jogos também o Noppera-Bo tem as suas aparições. Como referimos inicialmente é aparece nos mangas e anime de Gegege no Kitaro mas também aparece nos filmes do Studio Ghibli “Pom Poko” e “Mononoke Hime”. Nos video-jogos podemos encontrá-lo nas enfermeiras de “Silent Hill 2” que têm alguma semelhança com o Noppera-bō e no popular jogo de computador “Slender” onde mostra uma criatura sem rosto.

Por isso quando andarem por zonas com água por perto tenham muito cuidado que eles podem aparecer a qualquer momento e pregarem-vos um valente susto.

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.