Loading...
ArtigosMúsica

Future funk e a música japonesa

O Future Funk é um género musical nascido a partir do movimento artístico Vaporwave, que surgiu na internet por volta de 2010. Este movimento artístico é principalmente caracterizado, na parte visual, por uma apropriação de elementos da cultura pop, maioritariamente de imagens anime, cyberpunk, arte 3D dos anos 90, ou até o design das páginas web da mesma década.

As músicas do género utilizam o smooth jazz, a chamada elevator music, lounge e R&B, samplando ou distorcendo-os, muitas vezes até se tornarem irreconhecíveis e em algo totalmente novo. Tanto na parte visual como da música, existe uma constante apropriação e distorção do material de origem, naquilo que é simultaneamente uma nostalgia pela cultura pop, tecnologia e visual da publicidade dos anos 80/90 e também uma crítica ao capitalismo e à sociedade de consumo.

Partindo daqui, vimos a partir de 2012/2013 nascer um novo género musical que mantém o lado nostálgico e de reciclagem da cultura pop, mas sem a distorção e até a crítica social que o Vaporwave possuía mais visível.

Podemos considerar que este género é uma nova versão do French House que foi muito popular no final dos anos 90 e inícios de 2000 e que também era muito baseado na utilização de músicas das décadas passadas, cortando-as e modificando-as de modo a criar novas obras. Mas se o French House se dedicava principalmente a samplar música funk e disco dos anos 70/80, maioritariamente vinda dos E.U.A., o Future Funk dedica-se maioritariamente ao Funk, Disco e City Pop japonês.

Na minha opinião, a qualidade das produções diminuiu bastante, pois vemos que se os artistas mais populares da French House se davam ao trabalho de recortar e reconstruir as músicas acrescentando sempre algo seu (ver o caso dos Daft Punk ou Modjo), vemos que estas produções mais modernas são feitas maioritariamente por bedroom producers de um modo mais simples. Com isto quero dizer que se nota que não há tanto trabalho feito em cima do material original, limitando-se muitas vezes apenas ao aumento do volume (para ficar mais de acordo com o tipo de música de dança que se ouve atualmente) e à adição de uma nova batida, que segue a original, mas dá mais algum impacto à música.

Se houve algo de bom a surgir com este género foi o facto de começarmos a ter uma grande apreciação do lado do Ocidente pela excelente música pop feita no Japão. Muitos artistas começaram assim a pesquisar, por entre discos de vinil antigos, por estes artistas praticamente desconhecidos fora do seu país de origem e com as suas produções trouxeram-lhes uma grande popularidade.

Deste modo, vamos abordar o tema de uma perspetiva um pouco diferente e mostrar-vos os artistas japoneses que graças a terem sido samplados alcançaram finalmente (muitos deles) o merecido reconhecimento internacional.

Deixo-vos 6 das minhas músicas favoritas por entre as que deram origem aos maiores sucessos do Future Funk, esperando incentivar-vos a descobrir o melhor que se fez (e faz!) por terras nipónicas:

Escrito por: Pedro Pimenta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.