Loading...
AnimeArtigos

Kurayama Santa

Pelo nome desta série de anime podem pensar que tem alguma coisa a ver com a época que estamos a viver. Kuriyama Santa (暗闇三太) é daqueles animes que basta ler um bocado a sinopse e ver umas imagens que desperta logo a curiosidade. E por falar em curiosidade, fiquem já a saber que esta série foi pensada para ter 14 episódios mas o segundo episódio nunca chegou a ver a luz do dia, apesar de podermos ver a gravação do “storyboard” na edição lançada em formato de DVD.

Transmitido nas televisões japonesas entre Julho e Setembro de 2015 e com apenas 3 minutos por episódio, Kuriyama Santa tem a sua acção durante a Era Showa (1926–1989), uma época onde a ganância andava à solta pelas agitadas cidades do país do Sol nascente. O Rei do Inferno Enma Daiou chama um enviado ao seu escritório chamado Kurayami Santa. No final da reunião Enma pede a Santa para fazer um relatório sobre a missão.

Teletransportado para o mundo humano, Santa rapidamente percebe que os humanos são tão perversos quanto Enma os tinha descrito, por isso sem mais demoras e sem perturbar o equilíbrio entre a luz e a escuridão, ele começa a sua jornada para completar a missão do Inferno e restaurar a ordem no mundo humano.

A série esteticamente tem um grafismo bastante retro. A animação é a preto e branco a fazer lembrar os primeiros desenhos animados transmitidos nos anos 60 nas televisões japonesas, e além disso mistura a animação com imagem real, e esta ligação às vezes não resulta bem. No entanto, como imagens documentais de uma época até pode ser bastante interessante vermos como era a sociedade japonesa naquela altura.

Para aquele mais interessados nos “seiyuu” (nome dado aos actores que fazem as vozes) podemos dizer que aqui foi mesmo uma surpresa e um dos pontos mais positivos desta série, isto porque foram escolher actores mesmo da Era Showa (1926–1989, período que correspondeu ao reinado do Imperador Hirohito) e dos quais destacamos a veterana Kazuko Shibukawa (a voz japonesa da Heidi) que dá voz ao personagem principal Santa e Hidekatsu Shibata (foi a voz de vários personagens em Lupin III) que representou Enma Daiou.

Na equipa de produção temos Motoki Hirose como realizador que foi ajudado na produção pelo estúdio ILCA (Yami Shibai) e o argumento é escrito por Hiromu Kumamoto. O tema de abertura intitulado Kurayami Santa no Uta (暗闇三太のうた) é interpretado por Yasuhiko Fukuda.

Apesar de conceptualmente ser uma ideia interessante ficamos com a ideia que a série não funcionou bem. A maioria dos diálogos e as cenas de luta são bastante básicas e o que parecia um bom personagem ao inicio torna-se um personagem banal. Kuriyama Santa como “pastiche”, simplesmente não funciona.

Em suma, esta série talvez mereça ser vista por aqueles que gostam de ver tudo ou então tenham alguma curiosidade por esta estética “retro”, e claro tendo a série episódios pequeninos podemos despachar a série em menos de uma hora e fica mais uma para o curriculum de animes vistos.

Escrito por: Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.