Loading...
ArtigosManga

Lupin III

A maioria das pessoas conheciam o personagem Lupin III através da versão animada que passaram no canal 2 da televisão portuguesa há algum tempo atrás. A série relata as aventuras desenvergonhadas do ladrão mais famoso do Japão e do mundo, onde não falta nenhum condimentos para que estas aventuras sejam interessantes: robôs espectaculares, organizações secretas, vários tipos de criminosos, mulheres bonitas e fatais. Que mais poderemos querer?

Finalmente temos a oportunidade de conhecermos Lupin III na versão em papel e em português. Editado pela Mangaline Portugal, empresa que anteriormente tinha lançado “Vampire Princess Miyu” e “Mai Hime”, e pouco tempo depois deu a entender aos fãs que tinha abandonado a publicação, decidiu recentemente renascer das cinzas e apostar num clássico dos anos 60 para voltar ao activo. Assim, temos Lupin III, a mesma personagem da série televisiva, mas com uma atitude mais maliciosa no trato feminino em relação à versão em celuloide.

Já lá vão muitos anos desde que este mangá saiu, mas continua fresco e de boa saúde graças a um guião despreocupado e “sem vergonha”, e a um desenho dinâmico que por vezes chega mesmo a ser esquemático, contudo os cenários são de qualidade.

Mas ainda não foi desta que a Mangaline Portugal acertou. À primeira vista parece que estamos com uma boa edição nas mãos. A capa tem um desenho original que foi especialmente criado para este lançamento ibérico (Mangaline España e Mangaline Portugal) e o tipo de papel é de boa qualidade. O formato do mangá também é bastante agradável e as quase 600 páginas “enchem” os olhos aos potenciais compradores.

O mesmo já não podemos dizer da impressão, que apesar de não estar má tendo em conta que os originais são dos finais do anos 60, fica muito a perder em relação à versão americana editada pela Tokyo Pop que manteve a escala de cinzas, o que dá ao desenho de Monkey Punch maior relevo e profundidade.

O interior da edição revela-nos que os erros das edições anteriores da editora não foram corrigidos (erros ortográficos, de balonagem). A paginação do mangá também teve alguns descuidos que poderiam ter sido evitados, como por exemplo a numeração das páginas inexistentes e o índice cortado.

Lupin III, contará com 5 volumes e além de ser vendido nas livrarias especializadas também terá uma distribuição nos quiosques, uma atitude e um esforço da Mangaline Portugal que vale a pena louvar numa tentativa de chegar o mangá a mais pessoas, embora este título seja uma aposta bastante “arriscada”.

Resta desejar boa sorte a esta “renascida” Mangaline Portugal e que os próximos volumes quer de Lupin III quer de novos títulos que possam surgir venham ainda mais cuidadas que as já editadas, criando assim, uma relação de simpatia entre os fãs nacionais.

Autor:Fernando Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Connect with Facebook

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.